Top Ad unit 728 × 90

Uma primeira listinha - 4 Coisas para ver em Grancrest Senki!



Essas são as nossas primeiras impressões em modelo reformado para lista! Esse artigo busca listar de forma objetiva o conteúdo a ser encontrado e o que esperar dos animes em estreia.

Atenção: Esse artigo se refere ao conteúdo apresentado no primeiro episódio exibido do anime em questão!


Sinopse: A história de ação e fantasia desenrola-se num continente governado pelo caos. O caos produz desastre, mas os senhores do continente têm o poder de “Crest” (Holy Seal) que pode acalmar o caos e proteger as pessoas. No entanto, antes que alguém se aperceba, os governantes põem de lado o seu credo de purificar o caos, e em vez disso começam a lutar entre si pelo “crests” uns dos outros e ganhar o domínio sobre os outros. No centro da história encontramos Shirūka, um mago isolado que despreza os Senhores por abandonarem o seu credo, e um cavaleiro errante chamado Theo, que está numa jornada de treino para um dia libertar a sua cidade natal, que está sob uma tirania. Shirūka e Theo fazem um juramento eterno um ao outro como senhor e servo, e trabalham juntos para reformar este continente dominado por guerras e caos.

Episódios: ??   || Estúdio:  A-1 Pictures ||  Origem: Light Novel || Gêneros: Ação//Fantasia


1° Nada!


Se você seguir minha dica, nesse caso você não terá nada para ver em Grancrest Senki, afinal é melhor nem ver; vamos usar da minha experiência um meio de evitar para você a mesma experiência. Mas, já sabendo que você não vai aceitar minha opinião sem argumentos plausíveis, vamos tentar abaixo te listar coisas mais “palpáveis”.



2° Robótico...


Animes — assim como qualquer obra que tenha enredo — trabalham com o expresso, definitivo e irrefutável esforço mental de seu autor que por meio de sua imaginação cria vida, as vezes em formas estranhas e com resultados impensáveis, mas caro amigo, a negligência do tal de Mizuno Ryou — ou de repente o culpado é outro, não avaliei pessoalmente a novel na qual se baseia a pútrida obra — é de se invejar, é tanta negligência que a obra mas faz parecer o esboço que por fim a obra finalizada; enfim, os personagens trabalham em linha reta, não há risco calculado que uma garota loira saída sabe-se lá do inferno não faça compensar para o tal de Theo, e para a tal loira em uma sinuca de bico — Siluca, o nome ela — para ela compensa fazer promessa eterna sem nem ao menos ter tido um diálogo de mais de três minutos com o estranho do Theo. Enfim, os personagens são robóticos, eles não tem vida, são a matéria bruta da ideia do autor, apenas isso, eles fazem o que o autor queria que ocorresse, faltou alguma argamassa para ligar todos esses ladrilhos.



3° Falta bom senso.


O autor parece ser quem mais carece de uma boa dose de bom senso, ou ele propositalmente está nos mostrando que bom senso nem é tão importante assim. Vou considerar que você ainda não cometeu o erro de assistir, e vou te explicar o que invocou-me a fúria: de cara lavada um personagem chamado Irvin —  cosplay de Hazama, Young Black Jack — se diz seguindo Siluca para espiar seus pecados; é um mistério seus erros? Não! Ele foi quem logo nos momentos iniciais da obra impediu a garota de cabelos dourados de salvar a vida de dois reis que acabaram decapitados e que por tabela o assassinato duplo ocasionou a retomada de uma guerra mágica entre duas potências, culminando em mortes e destruição para todos os lados. Ele espiou seus erros seguindo uma garota loira, será que ele é alérgico a mulher, a loiras, a couro, ou pior: ele nem está se sentindo tão culpado? Falta bom senso, assim como no segundo motivo para não ver o anime, faltou uma camada básica de sentimentos na obra; uma vergonha.



4° Pouco esforço criativo.


O esforço passa desde o núcleo básico: criação de personagens e navega até ondas mais volumosas e espessas, como a criação do enredo que usa os personagens ruins, nada salva. O Anime é definitivamente aquela coisa que você pode fingir não ter visto, ou ver, no fim vai dar no mesmo, você não vai se lembrar no ano que vem, a não ser claro que ele se torne sinônimo de fracasso — isso aconteceu comigo ano passado, ainda lembro de Mayoiga — ou você seja masoquista. O Anime não tem elemento a se destacar positivamente, não há um personagem legal, uma garota fofinha, ou mesmo esperança de que exista um ecchi pesado que justifica o DVD que vão gastar gravando essa obra no Japão e vendendo pouco depois; se você tem bom gosto e cérebro eu já disse: os personagens são maçantes, o enredo só apresenta nomes que deveriam soar legais, mas não são; e promessas de batalhas que não devem se cumprir com um mínimo atributo positivo; agora se você já não usa tanto a cabeça superior, e por algum motivo aceita como justificativa para uma obra gastar centenas de dólares apenas para apresentar peitos: vai ver outra coisa também, nem para isso o anime vai te servir, teu miserável, é decepcionante para qualquer que seja o público.



Se você gostou do anime e deseja me xingar, comente abaixo! E se você é bípede, e assim como eu não gostou, comente abaixo também (se possível respondam os quadrúpedes que vierem a me ofender — se acontecer —)!


Uma primeira listinha - 4 Coisas para ver em Grancrest Senki! Revisado por Jhonatan A. Gonçalves em terça-feira, janeiro 09, 2018 Nota: 5
Todos os direitos reservados Animes Tebane © 2014 - 2017
Hospedado no Blogger, tema desenvolvido por Sweetheme

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.