Top Ad unit 728 × 90

4 Motivos para assistir Konbini Kareshi



“É primavera, época que novos estudantes estão começando a ficar acostumados com suas vidas escolares. Os alunos do primeiro ano do colegial Haruki Mishima e Toure Honda estão animados com suas novas rotinas. Enquanto isso, Nasa Sanagi - único integrante do clube de pesquisa culinária - contínua nas atividades de clube escolar que fazia no ensino fundamental, esforçando-se para trabalhar no tema que seu orientador lhe propôs. Há também Natsu Asumi, estudante do segundo ano que apesar de ter amadurecido um pouco desde seu imprudente primeiro ano, escolheu ficar sozinho nessa nova série. E por fim Mikado Nakajima e Masamuna Sakurakoji, estando na terceira parte do colegial, a dupla zela pelo bem estar de  Asumi. Todos esses estudantes visitam uma loja de conveniência após as aulas.

Cada um vai por diferentes razões: tomar sorvete depois das atividades dos clubes; comprar a mais nova edição de uma revista semanal voltada para jogos; comprar ingredientes para cozinhar; encontrar amigos; ou estocar o seu tipo preferido de pão ou bebida de chocolate. A loja de conveniência torna-se assim um local onde esse grupo pode relaxar, se encontrar e fazer pequenas memórias.

A partir de agora, as razões que eles vão para essa loja irão lentamente mudar”

Episódios: 12  || Estúdio: Studio Pierrot|| Gêneros: Romance e Drama


1° Do original até o previsível!



O anime sendo ele uma obra romântica pode sugerir que seja a formula básica de sempre, com aquele jogo de mal entendidos e uma pitada de romance em cenas pontuais, que depois não desenvolvem; mas amigo, se assim fosse, o anime não seria um verdadeiro romance, estaria mais para uma comédia romântica não é? Bom, nós sabemos muito bem que esses dois termos muito se confundem nos animes, mas eu posso garantir que muito embora não seja um anime apressadinho como o famoso Kuzo No Honkai ou quem sabe um romance tão intenso como Sukitte Ii Na yo, mas ainda assim é um romance que nos traz calor, algo semelhante a Orange, onde mesmo com algumas certezas sobre o enredo, temos muitas variáveis possíveis, logo mesmo com certo tom de previsibilidade ainda temos um cenário onde tudo pode acontecer; previsível até a próxima página, mas a conclusão da obra, que surge no horizonte é cada vez mais difícil de enxergar.


2° Disposição de enredo curiosa.



O comum para uma obra romântica é sempre seguir o protagonista em primeiro lugar, e dar voz a seus sentimentos em volume maior que os demais, porém nesse caso a coisa sofreu uma mudança bastante divertida! O ponto de vista privilegiado de Haruki Mishima certamente é preservado, mas mesmo que o seja, o melhor amigo de Mishima, Towa e seu par romântico Mami, ganharam um destaque muito maior na obra por nove episódios, e tudo isso em um anime com um total de doze episódios; mas isso não parece um golpe muito pesado para a linha principal desse enredo? Pode até parecer que é, mas precisamos compreender que foi a melhor forma de desenvolver em segundo plano os protagonistas, esquentar o forno para eles, e antes mesmo que seu verdadeiro drama começasse, nós, espectadores atentos, já estamos com certo apego ao casal; uma jogada incrível! Primeiro fazer o espectador se apegar ao personagem e o desenvolver envolto em um clima romântico de um segundo, e após isso jogar de vez o drama romântico que já estava anunciado desde os primeiros segundos do primeiro episódio.


3° Um romance tão natural quanto você poderia imaginar.



O romance costuma acontecer de uma forma, que como posso dizer? Parece sempre irreal e longe da vida cotidiana; sempre embasado em fatos que obviamente não poderiam ocorrer, sempre em situações estapafúrdias; não que isso seja errado, afinal de contas o fictício precisa existir, e nos mostrar a ótima além do crível, mas o que precisamos pontuar é que as vezes menos é mais, e no caso do romance de Konbini Kareshi isso já vem no rótulo. Konbini Kareshi ou Namorado da Loja de Conveniência; uma obra que se passa em um ambiente totalmente aleatório e vazio de apelação; não é o colégio, não é um lindo cenário com flores de sakura, é apenas uma loja de conveniência; e onde mais o amor pode ocorrer se não em cenários lindos? Bom, em qualquer lugar não é? E é com essa pegada de abordar o comum e o tornar fantástico que Konbini Kareshi desenvolve sem enredo.


1° Um drama cotidiano servido junto a seu romance.



Claro que muito do drama é uma demanda japonesa de representação de problemas da vida, afinal eu tenho certa dificuldade em crer que algum dos senhores e senhoras leitoras possam ter problemas extremos de pressão drástica da família para se dedicar aos estudos colegiais; no máximo que vamos ver por ai são pais “rígidos” no ensino, que cobram boas notas, não perfeição extrema a custo da personalidade, e bom, isso é o que vemos sendo cobrado de Mihashi; claro que seu drama mesmo que elevado para o tom mais drástico da sociedade japonesa, pode sim ser compreendido por nós, e isso também acontece no drama de Honda, mas a verdade é que no caso dele consigo ver muita gente se identificando com a dificuldade do personagem em aceitar o segundo casamento de sua mãe. O protagonista? Ele é só um cara normal, livre de problemas, os problemas dele tem nome e sobrenome: Mashiki Miharu. Ela que veio para depositar um par de dramas na vida calma do protagonista. E os demais personagens? Bom, eles tem seus dramas, uns melhores outros nem tanto, mas o fato é que o anime certamente não terá tempo significativo para cobrir a demanda de cada casal, e se uma segunda temporada não surgir no horizonte, é bem possível que eles sejam ignorados; que tal ler a Light Novel? Tenho certeza que ela é completa.



E quais são seus motivos para gostar de Konbini Kareshi? Comente abaixo!


4 Motivos para assistir Konbini Kareshi Revisado por Jhonatan A. Gonçalves em terça-feira, setembro 19, 2017 Nota: 5
Todos os direitos reservados Animes Tebane © 2014 - 2017
Hospedado no Blogger, tema desenvolvido por Sweetheme

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.