5 Frases que alguém que nunca viu anime pode dizer, e suas possíveis respostas!



Quando você é Otaku por algum bom tempo, começa a perceber que diferentes pessoas, de idades diferentes têm opiniões diferentes sobre a Animação Japonesa e seus variáveis, e de certa forma, algumas das opiniões são apenas o resultado da ignorância sobre a mídia, muitos conhecem apenas uma ponta, e decidem julgar toda a mídia pelo mais básico conhecimento. Isso é estranho? Não, esse é só o humano sendo humano, mas hoje vamos listar diferentes frases que provavelmente você já ouviu a partir de alguém que nunca parou para assistir um anime ou outro. Então, enfim, vamos lá...


1° O óbvio: Anime é coisa de criança!

*Preciso me segurar para não rir, ele é retardado*
Primeira resposta: Tá, pesquise anime + Polvo no google e verás as crianças; de fato, lolis e shotas envoltos em polvos e escuridão.

Segunda possível resposta:  Aé? Já assistiu Ergo Proxy? Nem eu entendi aquilo, criança vai entender? (Brincadeira, eu entendi um pouco quando escrevi esse artigo aqui) (Ou ao menos fingi bem que entendia não é?)

Terceira possível resposta: O prezado senhor pretende definir sem prévio conhecimento total a demografia de toda uma mídia com base apenas em seu visual gráfico? Toma trouxa.

E por fim, quarta resposta: Tá. Senta lá. Próximo...


2° O Colossal: É perda de tempo, não ensina nada!

Mais a quem mesmo você quer ofender assim?
Primeira resposta:  Eu aprendi a nunca desistir e sempre proteger meus amigos. (Okay, nunca responda isso, sério, só vai parecer retardado.)

Segunda resposta: Já deu uma olhada na p*ta aula de história que o Jhonatan dá quando escreve um "Meditando no Enredo"? E mais uma vez, já assistiu Ergo Proxy?

Terceira e provavelmente melhor resposta: Aprender é uma óbvia questão de coletar informação, e dessa forma você o faz o tempo todo, querendo ou não, você sempre irá aprender algo útil mesmo sem querer. Assistindo School Days você aprende que não deve ter mais de uma namoradinha por vez, ou vai morrer.


3° O boçal: É coisa do capiroto!

Decidiu mesmo ofender milhares de trabalhadores honestos e outros nem tanto, não é?
Primeira possível resposta: Ó, ele agora virou mangaká? Foi serializado por qual revista? Aposto que é o autor de Beelzebub né?

A mais educada resposta: Creio que definir o trabalho de milhares de pessoas por um mero conhecimento básico da mídia não seja educado e nem desejável. Não condene o trabalho de toda uma indústria por mero devaneio de um autor que desejou colocar referências estranhas em sua obra. (Certo autor diz a lenda se chamar Akira Toriyama do carrinho 666)

A melhor resposta: Tire o cara do "é coisa de criança" de seu banquinho, e coloque essa pessoa no lugar, merece mais... Enfim, próximo...


4° O ordinário: Ataque a masculinidade, mas é claro.

Ó não diga isso, vai ferir a todos nós...
Se alguém lhe disser que não é coisa de homem diga: De fato, existem obras para ambos os gêneros.

Ou se estiver querendo ser mais direto: Mande novamente digitar tentáculos+anime no google, sempre resolve.


5° O Fidalgo: É chato.

E você ai pensando o que é fidalgo kkk.
Agora é sério, só há uma possível resposta: Não se pode definir uma mídia por uma obra ou mera opinião rasa, seria como alguém assistir Titanic e por não gostar de drama definir que todos os filmes do mundo são chatos; isso não faz sentido, afinal de contas existem tantas variáveis, que certamente haverá uma obra para agradar a todos os gostos. Os animes não são diferentes, se você não gosta de Naruto, não significa que todo anime é chato, significa apenas que precisa encontrar exatamente qual é o seu gênero favorito; acredito fielmente que todas as pessoas da terra podem gostar e consumir a mídia anime, seja em uma porção mais filtrada e seleta, ou em grande quantidade por ter um gosto mais comum. (Uh, escrevi sério agora. Perdão, prometo não repetir isso.)



Um comentário: