4 Animes Americanizados


Vamos falar sobre animes americanizados (ou "não-japonezados"), mas não no sentido de A Viagem de Chihiro por exemplo e sim... Ah, leia o artigo e você vai entender!

1° Beck

Episódios: 26 // Ano: 2005 // Estúdio: Madhouse // Gêneros: Cotidiano/Musical

O anime, que na minha opinião é um dos melhores de música, conta a história de um jovem que começa a desenvolver gosto pela música, começando a tocar guitarra e se juntando a uma banda. O foco do anime é nas dificuldades de uma banda prosperar, mostrando isso com o pé totalmente no chão. O estilo da obra é bem americanizado, tanto que do elenco só o protagonista realmente parece japonês e eles costumam fazer shows em barzinhos que nada parecem ser do Japão, fora que a própria banda deles faz música que nada parece coisa vinda do oriente (para quem conhece, devo dizer que me lembra Rage Against the Machine). 
Se você gosta de música, esse anime é obrigatório. E se você não gosta de todo aquele glitter irreal que anime de idol tem, esse anime é ainda mais obrigatório para você!

 2° Baccano!

Episódios: 13 // Ano: 2007 // Estúdio:  Brain's Base // Gêneros: Ação/Mistério


Do mesmo autor de Durarara, essa obra literalmente não tem nada de Japão, pois nem lá se passa, se passando em Chicago (e também em Nova York) na década de 30. 
Na trama, em 1711, um grupo de alquimistas se reuniu em um navio buscando imortalidade e invocou um "demônio" que deu para eles um elixir da vida eterna e também a fórmula para produzir mais dele, além de também lhes contar a forma como podem morrer caso estejam cansados de viver. No dia seguinte alguns alquimistas começam a desaparecer, tendo sido "comidos" por seus próprios, e o grupo decide que é perigoso ficarem juntos e se espalham pelo mundo... E é em 1930 que os alquimistas se encontram novamente em uma viagem de trem e o caos começa!
A obra não é tão caótica quanto Durarara, mas há sim uma certa agitação, deixando notável que ela foi a primeira forma que o autor fez antes de chegar à sua obra mais famosa.

 3º 91 Days

Episódios: 12 // Ano: 2016 // Estúdio: Shuka // Gêneros: Ação/Mistério

Leia o nome por Ninety One Days ou Noventa e Um Dias, não me vem com essa coisa de QuatroShared!
Assim como Baccano, este anime possui um clima mais mafioso, só que no caso desse aqui a coisa é literal. Na obra, que se passa em 1920, seguimos a história de vingança de um jovem que quando criança viu seus pais e irmã serem executados pela mafia, e agora em plena lei seca, ele tenta se juntar a uma das três máfias da região buscando conseguir confiança para então se vingar.   
Esse anime não tem muito daquele espírito jovem de "tudo vai acabar bem", basta notar que estamos tratando de máfias que traficam álcool e também não teremos combates fantasiosos com saltos e giros, indo mais no clássico (e gentil) estilo de fuzilar as pessoas com uma AK47. Devo assumir que é uma das minhas obras favoritas já que o que mais odeio é esse tal espírito jovem!

4º Gangsta

Episódios: 12 // Ano: 2015  // Estúdio: Manglobe // Gêneros: Ação/Drama


Vou dizer aqui com todas as palavras: Estou indicando o mangá, não o anime! Pois o anime termina literalmente com uma fala interrompida no meio, como se fosse continuar semana que vem! Mas é uma boa ideia pegar o anime para ver como forma de decidir se compra ou não o mangá da obra. 
O anime se passa em uma cidade onde violência e prostituição estão em cada beco. E é nela que dois gangster trabalham como faz-tudo, só que do mundo do crime, um deles sendo um Twilight, que é uma pessoa com força sobre-humanas que é vista como escória pela sociedade. Outro personagem é Alex, uma prostituta que se junta a eles depois que é libertada dessa escravidão quando os dois são contratados por corruptos da polícia e matam seu cafetão. 

Você deve estar pensando: Nossa, deve ter teta por centímetro quadrado! Mas não, é um anime violento, o espírito jovem está morto, há podridão e sexo naquela cidade, só que não foi feita para adolescente ver, pois não deixa nada explicito, isso provavelmente porque o autor é uma mulher

Essa é minha obra favorita, e eu tenho os mangás, que são 7 volumes até então e são baratos, vale a pena. Há uma quantidade considerável dele traduzida em português na internet, e em inglês sempre segue atualizado com o último capítulo lançado. 



Sabia que, em ordem, Gangsta, Beck e 91 Days são minhas obras favoritas!? 
Bem, agora você sabe! Mas eu ainda não sei sua opinião sobre o assunto e nem as obras que você se lembrou e que não estão na minha lista, então comenta aí!