Konosuba 2 - Que deus abençoe este mundo maravilhoso


Apesar de, até agora, eu ter escrito sobre animes um pouco mais sérios, eu costumo assistir muito mais comédias do que Seinen, tanto que planejo escrever sobre elas a partir de hoje. E já fazia um certo tempo que eu queria um momento mais apropriado para falar sobre um dos meus animes favoritos, Kono Subarashii Sekai, ou simplesmente Konosuba para os íntimos, que teve sua segunda temporada encerrada nesta última quarta-feira (15).
Para aqueles que não conhecem, Konosuba conta a história de Satou Kazuma, um hikki-NEET que morre da maneira mais idiota possível, e acaba encontrando uma deusa chamada Aqua, responsável por dar a escolha aos recém mortos do que eles querem fazer: reencarnar ou ir para o paraíso. Como Kazuma é um adolescente ainda, ela o oferece a chance de viver uma segunda vida em um mundo paralelo, que mais parece ter saído de um RPG de fantasia. Obviamente que ele se vê maravilhado com a idéia, e aceita. Ela também lhe dá a chance de levar qualquer coisa que ache que possa ser útil nesse mundo, e como Aqua sacaneou muito Kazuma por sua morte, para se vingar, ele decide levar a mesma. Não demora muito para ele descobrir o quão “maravilhoso” esse mundo novo é, com sua parceira e suas novas amigas, Megumin e Darkness.

A felicidade de Aqua ao ser deixada junto com Kazuma
Deixando o “serviço de utilidade pública” de lado, fazia muito, mas MUITO tempo que eu não dava tanta risada com uma comédia como eu dei quando vi a primeira temporada. Ao contrário da maioria dos animes deste gênero, Konosuba é uma galhofa total, do início ao fim, que assim como tem piadas inteligentes (como o sarcasmo de Kazuma em seu duelo contra Mitsuzuri na primeira temporada), também vai fazer você rir com coisas estupidamente idiotas, vide a deformação intencional que ocorre no traço dos personagens (principalmente na Aqua), ou mesmo as piadas sobre a personalidade pervertida e malandra do protagonista (e que sempre funciona).

Kazuma herói...
"Os únicos crimes que Kazuma comete são menos graves, como assédio sexual"


Os personagens, aliás, são também outro grande ponto alto da história (quem leu meus outros textos já deve ter percebido que eu costumo dar uma atenção dobrada para os personagens das tramas que vejo). Obviamente aqui não há nenhum traço psicológico a ser analisado, muito menos uma complexidade. O que os torna geniais é o quão eles conseguem ser bons e maus ao mesmo tempo. Kazuma, como eu disse, é um malandro e pervertido, mas ao mesmo tempo tem um lado ético e herói, de certa forma. 


Megumin após uma magia explosiva bem sucedida...
"Apenas imaginando um grupo de feras selvagens abusando de mim..."
Megumin, que é a minha personagem preferida, é ao mesmo tempo uma maga extremamente poderosa, que quer se aventurar para se aperfeiçoar, assim como inútil por só conseguir usar uma magia por dia e tentar de todo o tipo de artimanha para se manter na guilda de Kazuma. Já Darkness é uma paladina (ou crusader, como chamam no anime) que não acerta nenhum golpe, não só por falta de habilidade, mas por sua característica sadomasoquista.

Com essa cara até que engana...
A grande exceção é Aqua, que mal parece possuir alguma virtude. Ela é egoísta, egocêntrica, estúpida, fútil, e ainda por cima alcoólatra. Muitos dos melhores momentos do anime vem dela.
Falando sobre a segunda temporada em específico, se não superou a primeira, ao menos chegou ao mesmo patamar de qualidade. Pode-se dizer tranquilamente que os quatro primeiros episódios da S2 são os melhores da série.

"Eu não tenho paciência para quem fala sobre direitos femininos apenas quando lhe convêm"
Aliás, se eu tivesse de escolher um episódio como o melhor, ficaria muito em dúvida entre o 2º e o 4º. Eu adoro a Megumin, e a piada do banho dela com o Kazuma foi ótima, mas confesso que eu achei o quarto episódio genial, pois a piada acerca dos fetiches da Darkness foi tão bem trabalhada, assim como todas as cenas no castelo da família dela foram simplesmente hilárias, em especial ao duelo entre ela e o protagonista.

Um duelo de "sem-vergonhice"
A Darkness que aliás foi o grande destaque dessa temporada. Achava ela a protagonista menos interessante da S1, mas o papel que teve na S2 acabou transformando-a talvez no personagem mais marcante deste primeiro arco.

Pensamentos constrangedores
A partir do quinto episódio Konosuba 2 ficou um pouco irregular, mas ainda assim são bons episódios. E o melhor desta animação é que mesmo o pior capítulo tem momentos marcantes. Como não achar graça na interação entre Darkness e Kazuma com Vanir revelando seus pensamentos de um sobre o outro, ou então o momento da “Espada Sagrada Excalibur”?
O último arco, acerca do Culto de Axis, teve como destaque a Aqua, e teve uma boa qualidade, apesar de acreditar que a primeira metade da 2º temporada tenha sido melhor. É irônico ver o quanto a deusa alcoólatra se doa tanto para seus fiéis, dando quase a acreditar que possui um certo senso de gratidão, embora ela faça isso apenas porque seu poder depende da fé deles...
O nono episódio teve ótimos momentos, desde o acalento da deusa a um infiel, dizendo que Eris usa enchimento nos peitos, e seu reencontro com Kazuma na sala de confissão. Já o último capitulo fechou a temporada de forma épica, inclusive com o estúdio Deen tendo dado um trabalho grande para os animadores do anime.

Nunca pensei que ela seria tão poderosa
"A impostora da Aqua está fugindo!"
Focado mais na ação (o que é uma raridade em Konosuba), o décimo episódio foi um esplendor de efeitos visuais, nos mostrando o real poder de Wiz (eu fiquei muito impressionado com ela), e com Aqua finalmente se mostrando útil. Ainda assim, o episódio tem algumas tiradas ótimas, como os “grandes” ensinamentos da Igreja de Axis, e o resultado da batalha, que só piorou a situação dos nossos amados protagonistas.
Uma pena não ser uma total certeza de que teremos um Kono Subarashii Sekai 3, mas a julgar pela popularidade e a venda das light novels, as chances são boas para a terceira temporada, ainda mais para os fãs da Megumin, que como eu viram pouco dela nessa S2. Se você aí que leu este texto, não conhece, ou não se interessou por Konosuba, eu espero que tenha sido pelo menos um pouquinho contagiado pelo amor que eu sinto por esse anime.

Bônus:

Fica aqui os videos das openings da primeira e segunda temporada, respectivamente:
















0 comentários:

Postar um comentário