Indicações da Semana 129 - Udon no Kuni no Kiniro Kemari


Bem-vindo(a) ao nosso artigo semanal de Indicações de Anime, onde toda semana eu recomendarei um anime (avá) falando um pouco sobre ele sem Spoilers para que você possa checar se ele faz o seu tipo ou não!

***
Yopa Pessoal! Mais uma indicação semanal para os senhores, aproveitem...
Inclusive, se você é novato por aqui, pega seu dicionário otaku, ele salvará sua vida!

Nome: Udon no Kuni no Kiniro Kemari
Ano de lançamento: 2016
Gêneros:  Drama, Cotidiano, Sobrenatural
Numero de episódios:12















Após muitos anos longe de casa, Tawara Souta acaba voltando para a pequena cidade onde nasceu e cresceu para o velório de seu pai; muita coisa mudou no lugar, mas ainda continua sendo uma pequena cidade que em nada pode ser comparada com a grandiosa Tokyo para onde ele se mudou ainda jovem. Apesar de ainda não conseguir gostar da cidade, Souta aproveita sua estada que inicialmente seria breve para rever os amigos que deixou e poder colocar seus sentimentos no lugar certo. Visitando a casa onde passou toda sua infância, um sentimento de nostalgia o atinge com força, e o pequeno restaurante de Udon onde seu pai sempre trabalhou lhe traz difíceis e pesadas lembranças de um passado muito bom, mas que o faz carregar certos arrependimentos. Nesse clima bastante sentimental, onde o protagonista tenta se encontrar e se livrar de seus arrependimentos, ele começa a mexer nos objetos antigos do restaurante de seu pai, e percebe que em um pequeno recipiente há alguma coisa se movendo, curioso Souta abre o pequeno barril e para sua surpresa há uma criança no interior! Assustado, ele se precipita e acaba caindo, e diante de seus olhos o pequeno garoto loiro pega um saco de farinha e saí correndo desesperado; como se sua vida dependesse disso, esse foi o encontro que mudou o destino de Souta. O susto no mesmo instante o faz ter ainda mais receio da pequena cidade, mas logo colocaria muitas coisas na perspectiva correta.


Debaixo de chuva, enquanto volta para casa o passado volta a assombrar Souta, mas é nesse momento que ele reencontra a pequena criança de antes, sentada na frente do restaurante ele parece esperar por alguém; como esperado de alguém com trinta anos de idade, Souta imediatamente ignora a farinha roubada e tenta entender como a criança está perdida na porta do
estabelecimento já fechado e como não obtém respostas acaba convidando a misteriosa criança para comer Udon. Já que a própria criança não fornece nenhuma informação pessoal, Souta decide o levar até a policia para tentar descobrir onde estão e quem são seus pais, e é nesse ponto que um mistério começa a se formar. Nos poucos momentos que passa junto da criança Souta começa a lembrar muito mais nitidamente do passado distante, e isso começa a trazer de certa forma paz a seu coração arrependido, mas ao mesmo tempo algumas frustrações que havia enterrado no mais profundo de seu coração começam a surgir, e inevitavelmente o personagem começa a perceber que não está tudo tão bem como quer demonstrar a todos; ele precisa acertar coisas do passado. Em um pequeno incidente a criança que Souta decidiu chamar de Poco, acaba criando pelo em todo corpo e uma cauda e até orelhas
de animal! Souta desesperado leva o pequeno Poco para longe de tudo e todos, e lá ele concluí que aquilo não é uma criança normal, e sim um Tanuki que por algum motivo tomou forma humana!

Perto de Poco o passado de Souta fica cada vez mais nítido e alguns problemas do passado começam a ressurgir assim como boas memórias do passado; Souta decide que irá manter Poco por perto, mas claro que isso não será nada fácil, uma verdadeira aventura os aguarda, e Souta irá precisar de muita força para superar alguns desafios enquanto um verdadeiro milagre acontece bem a sua frente.


Não vamos mentir que a primeiro ponto só podemos ver drama surgindo na proposta inicial do anime, mas a verdade é que junto do drama temos um cotidiano bem gostoso e calmo, além de cenas de comédia bem engatadas e um mistério de segunda importância para o enredo que aos poucos vai tomando forma. Esse é um anime que pula bem fora dos trilhos convencionais dos animes, o drama não é nem de perto a proposta comum do gênero que normalmente arrasta uma fila de colegiais e seus problemas.

Com um elenco sempre em evolução, a obra porém tem grande foco nos dois protagonistas Souta e Poco, sendo Souta um homem com seus trinta anos de idade e que apesar de uma personalidade bem gentil e as vezes desajeitado, consegue encaixar muito bem no personagem proposto, ele não é infantil e sabe muito bem de suas responsabilidades, seu passado o afeta de forma negativa em alguns momentos, porém há esforço de sua parte em seguir sempre em frente, e não distante disso ele não tem objetivos ou mudanças repentinas de sonhos de vida, o enredo não faz isso ser
possível ou necessário, e digo isso com consciência de que a proposta inicial levava a crer que haveria uma brecha com uma pegada um pouco adolescente nessa questão de “sonhos para o futuro” ou “Objetivo de vida” mas o desenvolver do anime nos mostra que mesmo nesse elemento há um bom desenvolvimento. Além do Souta temos o pequeno Poco, um personagem simplesmente agradável e que torna as cenas mais sérias e fixas em algo mais móvel e divertido de se acompanhar, Poco apesar de sua posição no enredo acaba sendo sempre a grande engrenagem do enredo, é ele quem coloca todos os acontecimentos nos trilhos e dá uma assistência bem direta ao personagem de Souta que muito se desenvolve por conta de Poco e suas atitudes.

Perceba que nesse tipo de proposta, é natural que o público espere algum tipo de romance, mas eu me sentiria um mentiroso se eu já não estragasse essa sua expectativa aqui, não vai acontecer nenhum romance no anime! Você não vai ter nem espaço de Shippar ninguém com ninguém, o anime é bem definitivo nisso, os personagens são na maioria adultos e com famílias, o grande desconectado da história é o protagonista, e o anime infelizmente não tenta colar esse elemento romântico no lugar certo. Apesar de tudo é um anime bem divertido, uma pegada semelhante a Usagi Drop, outro anime onde há a criação de uma criança. É um ótimo anime para quem curte essa pegada de Josei bem sóbrio.



Enfim, se você gosta de drama e por algum motivo busca algum anime bem mais sóbrio, sem exageros mas com consistência e um enredo bem caloroso e divertido, certamente esse vai cair como uma luva para você! Como eu disse no texto, é uma pegada semelhante a Usagi Drop ou Amama To Inazuma, então se é grande fã desse tipo de obra, certamente essa será mais uma a te agradar e divertir!