Uma Primeira Impressão - elDLIVE


Nova temporada, novas primeiras impressões, dessa vez da temporada de Inverno (Janeiro) 2017!

A Primeira Impressão é obviamente referente apenas ao primeiro episódio do anime, ou seja, ela é feita assim que o episódio 01 estreia e não será atualizada após o lançamento do resto da obra!


Nome: elDLIVE
Gênero: Ação e Ficção Científica
Sinopse: O protagonista é Chuuta Kokonose, um órfão que vive com sua tia. Desde que pode se lembrar, o garoto vive com uma voz em sua cabeça, esse é o único fato que o diferencia de uma pessoa normal. Isso até que uma criatura estranha surge e o segue até em casa. Em seguida, Chuuta é teleportado para um lugar repleto de criaturas estranhas. O lugar se trata de uma estação policial espacial, o chefe do departamento responsável por todo o sistema solar conta que ele foi o escolhido pelo computador central para se tornar um policial como eles. Após uma garota, que estuda em seu colégio, revelar saber de toda a verdade e deixar claro que não acredita no potencial de Chuuta, ele acaba decidido a se juntar a essa força policial estranha.


Legenda de Opiniões
Natalia // Jhonatan // Devy

Impressão Geral: O anime gira em torno de um jovem que é recrutado contra sua vontade para uma agência que lida com alienígenas agressivos pelo universo, a base do departamento sendo localizada no espaço. O protagonista deis de sempre ouve uma voz em sua cabeça, que o ajuda e se prova sendo um alienígena que mora dentro dele. É uma obra que demonstra tecnologia avançada, alienígenas das mais diversas aparências e também Ecchi; Tudo isso em uma aventura bem adolescente. 

=================================================

Traço/Gráfico: 3.0
As cores e bordas são fortes demais, tanto que meus olhos doeram um pouco o episódio todo, e os cenários são simples, sem sombreamento ou detalhes e além disso com uma aparência meio embaçada que é desconfortável de olhar.

Traço/Gráfico: 5.0
Iniciando as reclamações temos os cenários vazios quando mostrados em primeiro plano, e simplesmente sem vida e mal acabados quando em segundo plano. As texturas são plásticas demais, muito brilhantes e cheias de cores fortes demais. Não fosse tudo isso, ainda precisamos aguentar um anime onde há muitos cenários abstratos, coloridos e sem sentido algum. A parte visual é uma bagunça.

Traço/Gráfico: 4.0
Voltei pro ano 2005? Pera, não voltei não. Bem como estamos em 2017 preciso deixar claro, trazer um anime com gráfico Inazuma Eleven não é algo aceitável, nem aqui, nem em qualquer lugar. Não digo que os gráfico em si é ruim, mas sim, que já estamos numa época, aonde isso não é mais aceitável.


=================================================

Personagens: 2.0
Começamos com três garotas de personalidade padrão, seguindo para um protagonista genérico que age como o enredo quer, gostando da garota que o enredo pediu para ele gostar e tendo as reações exageradas que o script pede para poder rodar.  Até mesmo os figurantes chamaram atenção negativamente, sendo sem personalidade, isso para que possam dizer seus scripts sem precisar de nada mais.  
O anime também nos tacou um monte de alienígenas com aparências aleatórias que chegam a dar vergonha alheia de forma que eu não me importaria se minha mãe surgisse comigo vendo pornografia, pois isso tem uma explicação clara do porquê, mas ficaria constrangida se ela me visse vendo isso.  

Personagens: 4.0
Ainda na parte visual, porém dentro do design de personagens, nos deparamos com uma animação que flutua entre o caricaturado e o sóbrio, uma indecisão horrível de assistir como espectador. O design de personagem é incompatível mesmo dentro da proposta da obra.
O primeiro episódio focou em um desenvolvimento inicial do protagonista, não fosse todo resto eu até elogiaria esse elemento, mas junto com tudo mais foi uma verdadeira tortura assistir a saga inicial do protagonista sem popularidade e que sobre de esquizofrenia ter seu drama justificado por poderes que o colocam em um lugar especial. Não foi divertido assistir isso.

Personagens: 3.0
Genéricos, pega qualquer personagem ai de qualquer anime mais "antigo" e você verá semelhanças em tudo.O principal (Kokonose Chuta) é aquele estilo que tem medo de tudo, mas quer ajudar todos, e acaba despertando o poder oculto nele. A outra personagem (Sonokata Misuzu) é do estilo Tsundere da vida, quer a morte de todos mas no final já sabemos que ela vai gostar do principal. E o "pet" (Drew), o que diabos era aquilo? Parece um órgão masculino saindo do peito do garoto.


=================================================

Enredo: 1.0
Quando você vê um anime e fica tão inquieta que vai ver se está acabando e só passou 9 minutos, é um sinal de que não está gostando dele :v 
O enredo, assim como os alienígenas, foi aleatório e simplesmente vazio, seguindo o roteiro sem tentar causar impressão alguma ou contar uma história. E mais que isso, eu tenho péssimas impressões de um anime quando o protagonista faz auto-narração sobre sua vida e as pessoas a sua volta, e nessa obra tivemos quase 70% do tempo dedicado a isso, que defino como “diálogos patéticos”.

Enredo: 4.0
O desenvolvimento da história vai tão bem que o protagonista precisa ficar narrando a si próprio e contando para ninguém seu drama de vida. Além dos problemas narrativos que chegam a chamar mais atenção que todas as cores exageradas, ainda há um elemento estranho, onde as cenas são cortadas e quase postas de forma aleatória dentro do enredo.
Enfim, muita coisa ficou incompatível, no fim do episódio eu achei mais comum a professora ser um alienígena do que ser uma professora. Há claramente o uso das personagens femininas como uma forma de acessório para os personagens masculinos, eu não ficaria impactado com isso já não fosse todo resto.

Enredo: 6.0 
Não vou dar uma nota tão baixa, pelo diferencial no enredo, me lembra muito Gantz só que mais leve (bem mais leve). Mas não merece uma nota alta, pelo fato de ser bem "ruim" a ideia em cima. Talvez com o tempo fique melhor em seu desenvolvimento, mas esse começo deixou a desejar e muito.

 =================================================

Abertura/Encerramento: 2.0
A abertura fez um ótimo trabalho em mostrar o quão negativamente aleatório são os personagens e desinteressante é a ação, contando ainda com uma música chata de ouvir, poses programadas para tentar parecer legal e fundo liso. E não tivemos encerramento. 

Abertura/Encerramento: 4.0 
A abertura é um conjunto de cenas estáticas, cenas reutilizadas do próprio anime, e para terminar tudo colocado em frente a cenários abstratos. Enfim, a música não é de tudo ruim, não é do meu gosto, mas acompanha a sequência de slides que vocês podem querer chamar de abertura.

Abertura/Encerramento: 7.0
Amei a musica de abertura, certamente cantarei ela em algum momento dessa temporada (sim, adoro cantar). Bem, de resto, podemos já notar a "aleatoriedade" em torno dos personagens, é bem fácil em encontrar esse tipo de personagens, em algum anime da Cartoon Network por exemplo.



  =================================================

Expectativa: 0.0
Não vou continuar vendo esse anime e não indico para ninguém tentar, o que pensei que fosse ser o problema para mim, que é a coisa da tecnologia avançada quase mecha na verdade nem me incomodou porque havia tanta coisa “errada” que não teve espaço de se incomodar com isso... Ou seja, não tem público para essa obra, isso porque ela não conseguiu ser boa nem como anime.

Expectativa: 0.0
Uma mistura de Youkai Watch, Pokemon, esquizofrenia e ecchi barato. Hoje eu passo, não é o tipo do anime que eu vou assistir, então não vou me dar ao luxo de dar uma expectativa baixa para enganar vocês leitores, eu de fato não espero nada do anime, não vou assistir.

Expectativa: 0.0
Mais um anime pra droppar.


0 comentários:

Postar um comentário