Indicações da Semana 125 - Kamisama Hajimemashita


Bem-vindo(a) ao nosso artigo semanal de Indicações de Anime, onde toda semana eu recomendarei um anime (avá) falando um pouco sobre ele sem Spoilers para que você possa checar se ele faz o seu tipo ou não!

***

Provavelmente influenciado pelo clima de fim de ano, com aquela dose de templos japoneses e assuntos semelhantes, a indicação de hoje é justamente sobre uma garota que passa a viver em um templo, ao invés de ir no templo no primeiro dia do ano, ela já mora lá!

Inclusive, se você é novato por aqui, pega seu dicionário otaku, ele salvará sua vida!

Nome: Kamisama Hajimemashita
Ano de lançamento: 2012
Gêneros:  Comédia Romântica, Sobrenatural, drama
Numero de episódios: 25















Momozono Nanami é uma colegial completamente normal, além disso sempre é muito sincera com seus sentimentos e honesta; porém por uma infelicidade da vida, seu pai é extremamente viciado em jogos de azar, tanto que após vários anos causando problemas a família conseguiu de vez prejudicar a todos, contraindo uma imensa dívida com pessoas suspeitas, e assim Nanami foi despejada de sua casa ficando assim sem ter para onde ir. Sua mãe já falecida, e seu pai agora desaparecido evitando dívidas, e assim a protagonista termina em uma noite fria totalmente só e sem um lar. Vagando por uma praça, a garota percebe que um estranho homem está em cima de uma arvore aos gritos, e ao prestar socorro percebe que todo o desespero do homem é culpa de um inofensivo cão. Após ajudar o até então desconhecido Mikage, a garota acaba desabafando com ele todos os seus problemas, e após um enorme relato explicando sua real situação o misterioso Mikage conta para ela que está voltando para a cidade após muitos anos, mas que não deseja voltar para casa, e com um beijo em sua testa diz que ela deveria voltar no lugar dele; a diz como encontrar a casa, e entrega um bilhete que serviria de "aviso" que agora ela irá morar na casa. Claramente desconfiada, Nanami vai até o lugar indicado, e não muito surpresa passa a acreditar que foi apenas uma pegadinha, afinal as instruções a levaram até um templo.

A história de Nanami estava apenas começando, mas a colegial inocente não percebeu o tamanho do que estava para se meter. Adentrando um pouco o templo, ela se assusta quando estranhas criaturas surgem em sua direção; e após alguma conversa ela descobre que aqueles são Youkais que habitam o templo; e que o homem chamado Mikage que havia encontrado anteriormente era o deus daquele templo, mas que agora Nanami tomou o lugar dele como deus da terra.

Um beijo na testa, e assim a simples colegial Nanami, que até então tinha apenas problemas de dívidas de seu pai despreocupado e fujão, se tornou uma deusa entre os humanos, com poderes e grandes responsabilidades. Seu primeiro e maior obstáculo é o grande guardião do templo: Tomoe. O rapaz que nas palavras de Nanami "mais parece um modelo", com orelhas de raposa, e um certo ar de superioridade, é o grande e poderoso guardião do templo, que esperou por Mikage mais de vinte anos, e após tanto tempo se recusa a aceitar que Nanami será seu novo mestre. Porém, após uma grande reviravolta, com um beijo Tomoe acaba cedendo, e aceitando Nanami como deusa da terra.

Agora, a história da colegial endividada e sem lar, passa a ser a história da poderosa deusa da terra, que sem nenhuma aptidão para o cargo, vive sendo perseguida por todo tipo de Youkai, além de encarar todo tipo de aventura ao lado de seus novos companheiros. Além de tudo, ela começa a nutrir uma paixão incomum por Tomoe, seu guardião.


Mesmo que a primeiro ponto não pareça, essa é sim uma história Shoujo bem focada no romance de Tomoe com Nanami. O ponto diferencial é que apesar do romance tomar grande parte do espaço da trama, ainda há bastante espaço para novos personagens e situações bem distantes do clima romântico. O ponto é que apesar de muitas cenas emocionantes, e até mesmo algumas sequencias de ação, a obra continua com um certo tom de previsibilidade, afinal Tomoe sempre irá surgir para salvar a Nanami indefesa em perigo.

Um dos pontos mais altos da obra é o elenco, que bastante baseado em "bishounens" consegue ser muito interessante. Os personagens são carismáticos, e normalmente cada um vem carregando uma grande história de fundo. O maior exemplo é o Tomoe, com sua aparência inofensiva de herói sempre disposto a salvar a donzela em perigo, mas que quando explorado mais de perto, se revela um dos seres mais temidos entre os
Youkais, com um passado totalmente sombrio. E claro, falar de elenco sem citar a extremamente carismática Nanami é um pecado que não vou cometer! Nanami é uma protagonista que de imediato pode inspirar uma certa impressão de que ela é apenas uma protagonista genérica, mas a verdade é que ao longo dos episódios e mesmo na abertura da obra, podemos perceber que a identidade visual da protagonista é totalmente marcante, tanto que o autor se dá ao luxo de colocar a personagem em várias ocasiões onde ela precisa mudar tanto o penteado quanto as roupas. Quanto a personalidade cativante de Nanami, também não podemos esquecer! Afinal de contas, com sua personalidade forte, porém sempre muito justa com seus próprios sentimentos, a personagem vem quebrando o clássico padrão das heroínas de Shoujo, onde a personalidade Tsundere costuma ser o auge e a personalidade passiva e inocente ao máximo costuma ser o outro extremo, e nesse cenário Nanami consegue se destacar com  uma personalidade firme e sempre disposta a ajudar os outros.

A obra de "Suzuki Julietta" é inicialmente um mangá que conta com cento e cinquenta e quatro capítulos dispostos em vinte e quatro volumes! A enorme obra shoujo que estreou no ano de 2008 pela revista Hana to Yume, foi finalizada agora no ano de 2016. A adaptação em anime aconteceu primeiramente em 2012, e posteriormente uma segunda temporada foi animada em 2015, ambas com a direção de Daichi Akitarou (Fruits Basket, Bokura ga Ita).



Bom, essa é uma indicação para quem busca romance e aventura em uma só obra! Certamente será uma obra prazerosa para quem curte um drama colegial, ou até mesmo um romance mais adulto; é um ótimo anime também para assistir em casal! Além de tudo, também é um anime que também pode agradar a quem busca conhecer mais a cultura Japonesa, com Youkais, deuses e templos!