Indicações da Semana 118 - Sakurako-san no Ashimoto ni wa Shitai ga Umatteiru


Bem-vindo(a) ao nosso artigo semanal de Indicações de Anime, onde toda semana eu recomendarei um anime (avá) falando um pouco sobre ele sem Spoilers para que você possa checar se ele faz o seu tipo ou não!

***

Indicação um dia atrasada, mas ainda sim está sendo indicada pessoal! Anime de mistério e cotidiano do ano passado, e que indico bastante para vocês! Abaixo o texto falando mais sobre:

Inclusive, se você é novato por aqui, pega seu dicionário otaku, ele salvará sua vida!

Nome: Sakurako-san no Ashimoto ni wa Shitai ga Umatteiru
Ano de lançamento: 2015
Gêneros:  Mistério, Cotidiano
Numero de episódios: 12















O Anime acontece a volta de Shoutarou, um protagonista que passa seus dias mergulhado em um verdadeiro tédio existencial, onde a vida lhe parece cada vez mais irrelevante, essa é a visão do protagonista até o dia em que acaba se deparando com Sakurako uma linda mulher, um pouco mais velha que o garoto colegial, e que é acima de tudo excêntrica e fascinada por ossos, além de claro ser uma especialista em analisar ossos humanos e animais; Shoutarou acaba se aproximando cada vez mais da estranha mulher, e quando percebe já é seu assistente, indo para todo lado com ela, e se envolvendo nos mais estranhos mistérios. Sakurako é uma mulher muito inteligente, e que se destaca não só por sua beleza, mas por sua forma indiferente de agir, ela parece não se importar com nada a sua volta, apesar de em pequenos momentos demonstrar um cuidado excessivo com Shoutarou. Em contra partida, Shoutarou é um colegial bastante comum, inteligente e dedicado, e acima de tudo um grande crítico para as ações muitas vezes sem sentido de Sakurako. Inevitavelmente a proximidade entre os dois causa ao menos para Shoutarou um sentimento romântico, o garoto colegial se apaixona pela mulher alguns anos mais velha, e de toda forma bastante problemática e solitária.

O anime passa a se desenvolver a volta da dupla, partindo inicialmente do fato de que Sakurako a todo tempo está buscando por ossos; principalmente os mais raros e de espécies mais curiosas, mas além de tudo isso o que ela mais se interessa é por ossos humanos! Shoutarou percebe como a morte parece cercar a mulher, já que por todo lugar onde ela passa sempre há um cadáver a esperando, e um mistério a ser resolvido. No desenvolver da obra muitos são os mistérios contados pelos ossos encontrados pela dupla de quase detetives que protagoniza a obra.



Apesar de a cada episódio um novo cadáver surgir, e um novo mistério se revelar, onde todas as pistas parecem inconclusivas, e apenas os ossos podem contar a verdade, no fim cada caso separado acaba se revelando mais que apenas uma coincidência, no desenvolver várias pistas vão se juntando, até que um verdadeiro e grande mistério se apresenta diante da teimosa e excêntrica Sakurako, e seu assistente colegial Shoutarou.

Aqui temos uma ótima obra para quem busca algo mais próximo do singular, ainda com o pé no cotidiano. A proposta é curiosa; afinal não é todo dia em que um anime cotidiano, sem fundo mais "obscuro" lida com cadáver e mistérios de morte. O enredo é bastante singular, tratando a morte o tempo todo com respeito, mas não misticismo ou horror. Em parte a obra busca mostrar o quão triste é uma morte, e o quão importante é viver uma vida plena; mas ao mesmo tempo temos a oportunidade de conhecer a morte de forma menos macabra e mística, sendo levada apenas como um fato e uma oportunidade de aprendizado. Há sim muitas mortes ao decorrer da obra, e apesar de em alguns momentos não faltar aquele "ar" sentimental e choroso, ainda é uma obra que não usa a morte como forma de drama barato.

A construção dos personagens protagonistas é bastante instigante, temos uma dupla com idade bastante desigual e que ainda pode ser apresentado como um casal; um tema bastante interessante
proposto pela obra, e que gera certa curiosidade quanto a seu desenvolvimento. O elenco da obra vai crescendo conforme os episódios; que eu diria que são semi episódicos, apesar de cada episódio normalmente conter uma história, e o próximo não ser diretamente ligado, os personagens ainda se acumulam e as consequências também; então apesar da impressão inicial de ser uma obra episódica, esse anime não é de fato assim; tendo a disposição de seus episódios de forma bastante sutil, onde um mistério maior vai surgindo como consequência de vários "casos" sem uma ligação imediatamente esclarecida.

O mais interessante da proposta da obra, é que inicialmente já podemos perceber que o anime não tem cenários escuros e sombrios, e um clima pesado pronto para o mistério se desenvolver; muito pelo contrário ele abusa de lindos cenários naturais e um clima bastante amistoso e quase que nostálgico. A preferência por cenários naturais é um dos elementos mais curiosos da obra, onde ao invés do mistério ser levado para uma grande cidade onde os corpos brotam aos montes nas esquinas, o autor preferiu um cenário mais natural de uma cidade menor, onde aos poucos os mistérios quebram o clima pacifico.


Indico essa obra para aquele dia chato e chuvoso onde você não tem nada para fazer, é uma ótima ideia pegar todos os episódios em lista, e assistir todos de uma vez só, afinal o modelo usado pela obra pode acabar te fazendo parar de assistir o anime sem o concluir, não por falta de interesse ou qualidade, mas justamente por falta da curiosidade e expectativa por um próximo episódio, já que a obra se baseia muito em mistérios resolvidos no mesmo episódio onde surgem. Em todo caso, fica a dica de um anime de cotidiano/mistério para vocês!

0 comentários:

Postar um comentário