Animes Destaque Da Semana #34 - Drifters Episódio 06 e 07!





Esse artigo tem o objetivo de falar um pouco sobre os episódios dos animes em lançamento na temporada corrente. O artigo será formado por animes que na minha opinião mereceram destaque na semana, então vou falar sobre seus episódios e minhas expectativas, esperando sempre a colaboração de vocês leitores!

***


Para começar o artigo de hoje, pensei em introduzir com o alerta de que temos um conteúdo bastante pesado abaixo, tive que narrar algumas atrocidades pesadas, mas eu acho que não preciso avisar isso, pois se você é sensível a esse tipo de coisa, acredito que não está acompanhando Drifters não é? Espero que assim seja, então se assim é, vamos ao texto!

Drifters
(Episódio 04 e 05)



Antes que alguém se atente para o fato de eu estar postando de "dois em dois" os artigos sobre os episódios de Drifters, eu já vou esclarecer que não é por falta de tempo nem de energia, o caso é que como é um anime bastante focado em combates e cenas sem muito significado (exceção dos personagens), o anime acaba sendo relativamente muito raso para ser analisado, então estou preferindo trazer artigos de episódios juntos para que sejam artigos com mais conteúdo! Bom, em todo caso vamos aos episódios dessa semana!


Drifters veio nos trazendo dois episódios um tanto quanto interessantes, muito instigantes, inclusive cheios de combates. A obra em si é muito interessante, tanto que os combates e os momentos anteriores aos embates, também são sempre muito cheios de adrenalina, sei que é um anime muito popular, tanto que em seis semanas o anime conseguiu ficar no nosso rank de episódios da semana as seis vezes em primeiro lugar, e provavelmente ficará em primeiro lugar mais uma vez com esse sétimo episódio. Bom, mas se estou iniciando com uma justificativa, é que preciso reclamar um pouquinho; Nos sites que eu uso como base de informações, ainda não vi nenhuma atualização sobre número de episódios de Drifters, alguns sites que eu não confio tanto dizem que o anime terá doze episódios, e com isso se confirmando, preciso dizer que o desenvolvimento da obra está muito contido. É claro que tendo a possibilidade de uma segunda parte sendo lançada mais tarde isso se justifica, mas preciso dizer que apesar de tudo, a obra já podia ter introduzido melhor o grande conflito da obra. Temos um mundo fantástico cheio de criaturas monstruosas e reinos perversos, e heróis e inimigos, mas dentro disso tudo ainda não tivemos a chance de ver de frente o grande conflito por detrás de tudo isso. Temos Murasaki e Easy como dois personagens de clara importância, mas que apesar disso estão ainda quase que intocados, sem serem desenvolvidos. Para piorar, por mais tenhamos uma visão infantilizada do conflito apresentado, precisamos transpassar esse primeiro ponto, e olharmos de forma diferente para o conflito apresentado, onde apesar dos protagonistas estarem de um lado da história, isso não significa exatamente que estão do lado do "BEM". Devido a forma com que o anime vem se apresentando, acredito que podemos encontrar uma grande reviravolta pela frente, a obra está se esforçando muito em criar destaque entre "Luz" E "Trevas" isso é suspeito. O rei negro quer matar os humanos, inclusive humanos esses que em sua maioria estão sob um governo criado por Hitler, um governo que se espalhou pela terra e escravizou todos que podiam; ela não parece errado em seu propósito; apesar que Nobunaga é tão ambicioso que parece estar criando um novo "lado" em todo esse conflito. Bom, em todo caso, a crítica é direta ao desenvolvimento da obra, que está bastante lento, apesar de já estarmos bem no episódio sete, onde vimos muitos conflitos, e ideias sendo apresentadas, porém a ideia principal da obra segue escondida; não me importo que siga lento, o importante é não correr nos últimos instantes.


Bom, comecei com críticas, pois o resto é só elogios. O sexto episódio começa com a cena mais pesada da obra até então, uma cena onde as mulheres dos elfos são vistas sendo estupradas em uma cena lamentável, onde é destacado o ato violento contra a mulher, e de fundo podemos perceber que a tortura também estava presente no "cotidiano" sangrento imposto pelo império humano. Mas é claro que Toyohisa, um homem que antes de sedento por batalhas é cheio da honra samurai, não deixaria
passar a cena que viu, e imediatamente inicia os preparativos para um massacre contra os poucos sobreviventes da base dominada. O interessante nessa cena é o esforço de Nobunaga em manter Toyohisa com as mãos limpas de sangue, ele foi bastante firme ao impedir que o homem que ele deseja usar como líder, sujasse suas mãos com vingança. Vi nisso um esforço super válido e inteligente por parte de Nobunaga, o motivo é: por mais que no momento, por mais que a quem assiste, esteja totalmente a favor do massacre, e entenda os motivos por compreender a dor, quando enfim pouco tempo passa e a história é passada de boca em boca, bom o resultado é assustador, e certamente aquele que dá a ordem para um massacre, independente do motivo será visto como um vilão; para impedir problemas futuros Nobunaga usa e preserva Toyohisa. O melhor de tudo é Nobunaga
demonstrando que já tinha a certeza de que as mulheres dos elfos estavam sendo estupradas; tudo isso enquanto todos estavam inocente, mais uma vez Nobunaga deixa claro o quão terrível é, e ainda mais o quanto pode ser.

Enfim a conquista de toda essa batalha não se restringe a apenas sequências incríveis de ação, mas também diálogos e narrativas bastante esclarecedoras sobre alguns poucos pontos da obra, e um avanço significativo na campanha militar de Nobunaga. A revelação mais interessante é sobre Hitler ser o grande pai de Ortes, e o fato dele ter desaparecido certamente nos traz um mistério enorme. Em todo caso, os avanços na campanha militar foram realmente significativos, e o império de Ortes finalmente chegou a ter conhecimento e preocupação com o avanço da rebelião entre os elfos liderada pelos Drifters. Tivemos enfim a introdução de novos personagens quase que neutros na história, a aparição de um dos grandes generais que ajudaram a fundar Ortes, e uma incrível dedução do mesmo que a nação já está perdida. O resto do sexto episódio foi simplesmente baseado em desenvolver os personagens e seus planos, um episódio bem focado em diálogos, e que serviu para demonstrar o rumo dos planos de Nobunaga, e avanço dos inimigos. Nos últimos segundos do episódio nós tivemos o inicio do ataque do Rei Negro aos Drifters.

O sétimo episódio por sua vez foi muito focado em combate, enfim tivemos a oportunidade de assistir o que é um embate entre Drifters e Ends, e para melhorar não um combate mas dois combates incríveis.

Primeiro combate que vamos focar no texto é o de Toyohisa e Joana D'arc. Já começo dizendo que inicio falando sobre pois não é o mais importante, prefiro focar nesse combate que foi bastante simples, para fazer pesar a importância de Joana na luta de Yoichi. Bom, O combate de Toyohisa começou bem, o nobre homem pisou bem no pé de sua inimiga; Toyohisa é lotado de honra samurai, um homem ensinado a respeitar regras pesadíssimas que poderiam custar um Seppuku (suicídio
ritualístico samurai) a qualquer instante, e devido a isso é claro que ele tem sua forma de ver a sociedade, e já iniciou o combate interrogando se seu adversário é uma mulher ou um homem. Joana por sua vez é uma guerreira que viveu para lutar como homem, e morreu por ser uma mulher fazendo o trabalho de um homem; antes que alguém me repreenda sobre a colocação, digo que estou me baseando claramente na estrutura social da época, onde claramente uma mulher não tinha lugar em campo de batalha. O fato é que Toyohisa começou pisando no ponto fraco da adversária, e deixando ela muito irritada. Mas se você se sentiu ofendido por todo esse "Machismo" você precisa saber que disso Toyohisa não tem nada, afinal na cena imediatamente seguinte, ele se curva totalmente em agradecimento profundo a Olmine, que o salvou; do ponto de vista do autor, provavelmente isso foi um mero "assopro na ferida" para não ficar tão mal com a cena que viria a seguir. Após uma cena de ação incrível, Toyohisa coloca em check sua inimiga, mas se recusa a matar ela quando enfim tem a certeza de que ela é uma mulher. "Saia do campo de batalha, e vá fazer coisas de mulher" mas é claro que isso só aumentou a raiva da mulher; que após lembrar de sua "morte" ficou ainda mais possessa de ódio; mas esse conflito apesar de interessante, não acabou nesse episódio.

Então chegamos ao combate de Yoichi e Gilles de Rais. Bom, mas quem raios é Gilles de Rais? Bom, ele foi um soldado Francês que muito lutou ao lado de Joana D'arc em nome de seu país. Bom, isso o anime já disse não é? E próximo ao fim Gilles também revelou que muito amava Joana e por conta disso iria para o inferno antes dela. Vamos aos livros de história conhecer sobre ele: Gilles viveu sua infância com seus pais e irmão, a quem tinha grande estima, após a morte de seus pais ele que era um modelo de criança ideal passou a viver com seu avô, que o ensinou a ser narcisismo, o orgulho, a soberba, e a prepotência. Ao decorrer de sua infância e adolescência passou a ler muito sobre imperadores romanos e os transfigurar como heróis, e muito desejar ter o poder e a soberania para fazer o que desejasse sem ser punido. Foi com catorze anos que ele cometeu seu primeiro assassinato, matando seu melhor amigo em uma brincadeira sádica com espadas; devido a ser nobre e seu amigo
um reles camponês nada sofreu devido ao "incidente". Já adulto, e bastante perturbado, revelava claramente suas tendências bissexuais e isso não era nada bem aceito na época, mas como era casado com uma nobre isso passou despercebido por um tempo. Lutando ao lado de quem considerava uma deusa, Joana D'arc, ele foi capaz de façanhas incríveis, mas após a morte da companheira ele caiu em depressão e deixou os campos de batalha. Lembra no anime quando ele disse que queria garantir a ida ao inferno? Bom, acho que conseguiu. Aos livros de história novamente: Gilles passou a sequestrar garotos de 7 a 10 anos, e durante um tempo foram registrado mais de mil desaparecimentos! Mais tarde seria descoberto que o nobre realizava em seu castelo orgias com "bruxas" e pessoas estranhas usando as crianças desaparecidas, que eram estupradas e sodomizadas até um limite desumano. Chegou a ser contabilizado cerca de 200 mortes garantidas, mas certamente o número real se aproxima bastante dos mais de mil desaparecimentos. No fim, foi enforcado e queimado como era o costume da época. Nossa, historinha pesada né? Bom, esse monstro foi o adversário de Yoichi, e pulando a narração do combate, vou direto ao ponto e digo que o combate nos revelou a resistência incrível dos Ends, que ficam vivos até o último momento, mesmo com o corpo totalmente destruído; isso certamente foi um segredo terrível que Gilles deixou escapar; em todo caso ainda não sabemos se o mesmo se aplica aos drifters, mas em se tratando de enredo, certamente o lado protagonista não contará com uma vantagem tão conveniente.

Conclusão do episódio foi a chegada de Haruakira com seus Drifters! Eles sim foram os responsáveis pela morte de Gilles, e inclusive chegaram surpreendendo Nobunaga, o grande pensador da equipe. Agora, com a união das duas forças de drifters devemos assistir combates bem mais imponentes. É claro que junto a isso tudo as dúvidas são multiplicadas, e nós ficamos cada vez mais interessados com o desenrolar de tudo isso. Enfim, acredito que no texto acima reuni tudo que julguei importante ser ressaltado nos episódios seis e sete de Drifters! Vamos continuar assistindo e torcendo cada um por seu personagem favorito! Ah...

Antes de ir, informação extra e que julgo interessante sobre o verdadeiro Gilles de Rais; ele é tido junto com Isabel Báthory (Ou Elizabeth) como os precursores do assassinato em série moderno. Com essa curiosidade eu adiciono o ponto que eu desejava chegar: será que teremos a condessa de sangue aparecendo por ai? Sei lá em, ótimo personagem para uma obra como Drifters, difícil passar em branco...

Agora sim, até a próxima pessoal \o

0 comentários:

Postar um comentário