Lendo uma História: The King Human - Capítulo 6


Capitulo 6: Longa caminhada


Local: 10º Andar, Inferno
Horário: 08:40 am

Lucain e Onna começam a ir ao norte. Após saírem do campo de flores, ambos chegam em uma estrada de terra.

Onna:
-Vamos seguir a estrada agora. Iremos demorar algum tempo para chegar.

Ambos seguem a estrada quietos. A vista da estrada são só flores e mais flores, parece que não existe nada além de flores. E Lucain um pouco intrigado pergunta.

Lucain:
-Até posso entender o motivo de existir flores do inferno... mas porque raios não existe nada além de flores? Poderia ter pelo menos uma árvore ou duas.

Onna:
-Depois que a fenda se abriu, descobrimos que as terras vermelhas do Inferno são férteis. Admito, foi algo bem inesperado. Mas por alguma razão, só flores crescem... ninguém vivo sabe o motivo. Talvez o antigo Rei soubesse.

Lucain:
-O Inferno é algo complicado e bem misterioso. Muitos cientistas ficaram apaixonados por esse lugar.

Onna:
-Os humanos apenas destruiriam tudo, sem se importar com nada, como se tudo fosse o dominio deles. Por isso a fenda está bem protegida.

Lucain apenas fica quieto, sabendo que não tem como argumentar contra isso.
A estrada eles seguem fielmente e quietos. Após algumas horas de caminhada, a noite já está sobre suas cabeças e a cidade pode ser vista. Ao longe podia ver vários prédios e placas gigantes, todas iluminadas. Parece até Las Vegas.

Onna:
-Demorou menos do que o previsto. Já até posso ver a cidade.

Lucain:
-Foram 12 horas de caminhada... e demorou menos do que o previsto? Não estou me aguentando mais em pé. Estou com fome, sono e sede. Já está de noite... estou perdendo meu programa favorito na TV.

Onna:
-Se você não fosse lerdo, teríamos chegado antes. Quando chegarmos você vai poder comer e dormir, não se preocupe. Só teremos mais uma hora de caminhada, falta bem pouco.

Lucain:
-Tudo isso? Só pode ser brincadeira. Quer saber... vamos diminuir isso para 10 segundos!!

Onna:
-O que você quer...

Onna mal termina sua frase e Lucain agarra sua cintura com seu braço esquerdo.
Ao inclinar as pernas, Lucain salta em direção a cidade e ambos voam em grande velocidade. Alguns segundos se passam e eles chegam em seu destino. Um portão gigante com dois guardas que parecem lagartos, usando uma armadura e segurando em suas mãos, lanças tão grande quanto eles. Lucain pousa na estrada a frente do portão e solta Onna. Surpreso com esse bloqueio, Lucain pergunta.

Lucain:
-Que droga é essa? Eu juro que conseguia ver a cidade, mas agora que chegamos... um portão apareceu.

Onna:
-Isso é uma magia ilusória. Aquilo que você via, não era a cidade e sim uma ilusão. Isso é para evitar que aquelas fadinhas se aproximem, fazendo eles pensarem que nada de mal está acontecendo. É uma magia boba, mas bem eficiente contra idiotas.

Lucain:
-Mas como vamos entrar? Que tal matarmos os guardas? Ou destruir a parede? Temos várias opções... espera. O que você quis dizer com idiotas?

Onna:
-Cala boca idiota. Eles vão deixar nós passarmos, só isso que precisa saber.
Ao se aproximarem do portão, os guardas veem Onna e se retiram da frente. O portão gigantesco se abre e eles passam.

Capitulo 6: FIm
Página: 07

Autor: Devys

-----------------------------------------------------------------------

Atraso no capitulo dessa semana. Peço desculpas pelo atraso.
Caso gostem, comentem e divulguem para seus amigos!!
Abri uma página no Facebook Oficial para a história!! The King Human Página

0 comentários:

Postar um comentário