Animes Destaque Da Semana #25 - Orange Episódio 11 - A tempestade chegou!




Esse artigo tem o objetivo de falar um pouco sobre os episódios dos animes em lançamento na temporada corrente. O artigo será formado por animes que na minha opinião mereceram destaque na semana, então vou falar sobre seus episódios e minhas expectativas, esperando sempre a colaboração de vocês leitores!

***

Bom pessoal, agora falta bem pouco para a conclusão da obra! Estamos agora no fim da contagem regressiva, em mais dois episódios saberemos enfim se Kakeru viverá, ou não...

Orange
(Episódio 11)

Esse décimo primeiro episódio de Orange foi a adaptação do último capitulo do quarto volume do mangá, indo até o fim do primeiro capítulo do quinto e último volume da obra.

Logo de inicio preciso ser bastante claro e direto em dizer: Suwa é imbatível! Admito que há muito tempo não vejo um personagem tão focado em um objetivo! Objetivo inclusive que vai cobrando enormes sacrifícios a largos passos! Se limitando apenas a esse episódio já podemos notar o tamanho da perda sofrida por Suwa apenas por suas atitudes cheias de justiça e abdicação. Resumindo para todos: Suwa é mais que um super-herói, e ele é movido apenas pelos arrependimentos que não deseja ter! Se Suwa fosse um personagem de caráter reprovável seria muito fácil tomar partido nesse triângulo amoroso, mas a verdade é que cada vez que ele surge para possivelmente separar Kakeru e Naho, vemos pelo contrário ele recuando em favor dos amigos.

Em todo caso, o episódio foi bem mais do que apenas atos heroicos de Suwa, muito além deles tivemos uma bela oportunidade de deduzir o que está por vir. Logo no inicio já aproveito para dizer a vocês, que em minha aposta com Kaguya no artigo passado, sobre qual rumo a obra tomaria, eu venci e já cobrei a ela
meu prêmio. Bom, como eu havia imaginado uma tormenta assustadora se aproximou do grupo de amigos, e inclusive as nuvens escuras anunciando a tempestade foram de tamanho tão monstruoso que foram capazes de até mesmo ofuscar o brilho do coração de mais da metade do elenco protagonista! Já era possível imaginar que o desfecho seria trágico quando os amigos começaram a se programar para passarem as festividades de fim de ano juntos,  mas é claro que até então o bom clima parecia reinar, e pela primeira vez desde o inicio da obra Kakeru consegue demonstrar alegria verdadeira, de forma tão intensa que ele e Naho ficam parecendo até duas crianças apaixonadas correndo para todo lado juntos, um quase casal feliz. Mas é claro que ali estava Suwa, carregando um fardo de tamanho inimaginável, o mais assustador foi quando Suwa após sugerir que Naho e Kakeru se encontrem no natal e também no ano novo, começa a se esquivar de precisar comparecer nos eventos junto dos amigos, e o que imediatamente parecia apenas o Suwa querendo se proteger de sofrimento desnecessário se desenvolveu para um cenário realmente assustador, onde pudemos entender que Suwa estava desejando proteger Kakeru ao não ir!

Foi interessante perceber durante esse episódio que a carta de Takako tem informações bastante detalhadas sobre Suwa. Digo isso querendo exatamente supor que talvez seja o caso de Takako nas sombras amar Suwa, ela apoia ele desde o inicio e possivelmente acabe demonstrando ser tão protetora com o Suwa, quanto o próprio Suwa é com a Naho; deixando de lado as especulações, o desenvolvimento da cena onde Takako conta a todos sobre sua carta foi bastante valioso! Ficou bastante nítido na cena a prepotência adolescente, algo que está ausente apenas em Suwa e talvez na medrosa Naho. O grupo de amigos segue firme, dando a certeza de que Kakeru será salvo mesmo que alguns sacrifícios sejam evitados, uma aposta muito alta acaba sendo feita pelo grupo ao assumir essa possibilidade, afinal com atitudes irresponsáveis assim eles podem muito bem terminar com mais arrependimentos que a linha de tempo padrão permitiria, afinal eles estão fazendo escolhas bem informadas das consequências; o interessante de tudo é observar que Suwa por outro lado não está disposto a fazer apostas tão altas, e em nome de um futuro sem arrependimentos e junto dos amigos ele prefere abrir mão de muitas coisas.

O que mais assusta na tempestade que se aproximou e conquistou seu lugar durante esse episódio, foi a forma silenciosa que ela se moveu e se instalou sobre o céu de nossos protagonistas! Era uma informação divulgada desde o inicio do episódio que algo iria acontecer durante a virada do ano, dito isso Naho estava receosa e bastante atenta para que nada desse errado. A carta enviada a Naho foi até mesmo bastante detalhada, contando o motivo da briga, para que a garota pudesse escolher bem as palavras ao lidar com Kakeru. O fato é que ao que a avó do jovem suicida adoece, ele perde o equilíbrio sentimental de uma só vez, temendo que o pior viesse a ocorrer, o interessante de se observar é que aos poucos o Kakeru vai
oscilando seu humor intensamente. A negligência e confiança absoluta do grupo coloca Naho em uma difícil situação, e durante uma conversa comum Kakeru acaba perdendo completamente o controle de suas emoções. Inicialmente durante a conversa o jovem acaba evitando promessas a longo prazo, de forma a deixar claro que ainda não está pronto para olhar diretamente para o futuro. Em segundo momento, quando seus sentimentos acabam se misturando totalmente ele perde o controle e de forma quase que intencional ele afasta Naho, quase como se desejasse ser infeliz. O momento mais sensível do episódio se dá quando Naho munida de informação privilegiada vinda do futuro assume o risco de afirmar a Kakeru que sua avó ficará bem, dito isso o garoto não se controla e questiona com brutalidade como ela poderia ter certeza do fato. Bom, Naho poderia ter respondido "Poxa, eu tenho uma carta que narra o futuro e tals, e ela ainda vai viver muito..." mas é claro que se ela fizesse isso seria complicado demais administrar qualquer outro momento narrado pela carta; e as consequências seriam inimagináveis. Não podendo por enquanto ceder a tentação de contar a verdade a Kakeru, Naho entra em desespero e acaba não falando quase nada, como resultado Kakeru Explode toda sua confusão bem diante da garota assustada, e inclusive demonstra pela segunda vez o seu lado violento. O incrível é que Kakeru compartilha da personalidade prepotente que eu citei anteriormente, afinal ele considera a si próprio um fator básico para a vida, já que acredita fielmente que apenas a sua presença pode mudar o destino de vida ou morte de alguém; é claro que tudo isso é culpa de um trauma, mas o Kakeru precisa saber que salvar a vida de alguém é algo muito difícil, mesmo quando você sabe do futuro!


O fator mais assustador do episódio não foi o já esperado descontrole emocional de Kakeru, e sim a forma com que Takako, Azusa e principalmente o Hagita, deixam bem claros para o Suwa que talvez seja melhor não mudar o futuro, ou seja em outras palavras com medo das consequências do futuro incerto serem prejudiciais a suas vidas, eles decidiram deixar que Kakeru morra. Hagita apesar da personalidade normalmente apenas voltada a comédia, dessa vez tomou a frente, e deixou claro que tem medo de alterar o futuro, de forma assim que quando sugere "deixar as coisas como estão" ele está sugerindo permitir a morte de Kakeru, já que esse sim é o fator que mais pode alterar o destino de milhares de pessoas ou quem sabe até do mundo inteiro! Parece que o efeito borboleta assustou Hagita, mas não assustou Suwa, que como eu disse no inicio do texto, demonstrou mais uma vez uma resistência inimaginável, e com bastante força empurrou o futuro a acontecer da forma que gostaria, ao invés de se declarar para Naho, ele impulsionou ela a perseguir Kakeru.

O episódio finalizou com Kakeru com muita raiva quebrando seu telefone, enquanto um novo ano se inicia, e Naho desesperada busca por Kakeru. O interessante desse fim, é que ele é diferente do final desse capitulo que foi adaptado do mangá; o mangá finaliza o capitulo adicionando uma pergunta de importância gigantesca: Será que existe um futuro mutável, e um que não pode ser alterado? É de fato uma pesada interrogação inserida nesse ponto do enredo. Agora precisamos pensar se a morte de Kakeru é algo que pode ser alterado, mas devo dizer que alguns fatores me deixam em dúvida com toda essa trama, e vou esclarecer esse meu ponto de vista no próximo parágrafo, que também tratará de ser a conclusão do texto.

Imagino que ao menos um pouquinho, todos devem conhecer Boku Dake Ga Inai Machi, obra que nesse ano de 2016 fez muito sucesso logo na temporada de inverno, essa obra apresenta uma grande similaridade com Orange, que é o enredo central focado em mudar o rumo dos acontecimentos, para salvar alguém da morte e alterar assim o futuro. O caso é que em Boku Dake Ga Inai Machi, eu podia sentir que o enredo dirigia os acontecimentos como se a morte estivesse interessada por Kayo, e de toda forma buscava por
ela. Em Orange, na contra mão, eu percebo que é como se o próprio Kakeru estivesse flertando com a morte; bom e até ai não é mentira, tanto que no primeiro caso se trata de um assassinato, e no segundo um suicídio. O fato é que quando começo a comparar as obras, de forma até que infantil, comparo Orange também com várias obras similares, e percebo que é um caminho comum nesse tipo de conflito que a sobrevivência daquele que deveria estar morto precise ser paga. Bom, eu adoro tentar adivinhar o desenvolvimento de tudo que assisto, e para Orange não será diferente, minha ultima aposta para essa obra é que para Kakeru ficar vivo, alguém terá que pagar um preço muito alto. Boa sorte para minha aposta! E só para concluir o texto, devo dizer que o caminho em que Kakeru sobrevive está ficando estranho, a forma com que ele dança com a morte, seus altos e baixos, o faz inconstante, inclusive de tal forma que mesmo que ele sobreviva ao dia narrado na carta, não é garantido que ele sobreviva no dia seguinte, afinal mesmo com todas as mudanças provocadas pela carta, ele ainda anda na mesma direção! Bom, agora só podemos esperar os próximos episódios, mais especificamente os próximos dois episódios...


Bom pessoal, abaixo os comentários ficam para vocês opinarem sobre o episódio, e agora é só esperar o próximo episódio, que até onde eu sei vai falar bastante sobre a mãe de Kakeru... Bom, até a próxima!