Animes Destaque Da Semana #19 - Orange episódio 08! - Após a calmaria vem a tempestade!




Esse artigo tem o objetivo de falar um pouco sobre os episódios dos animes em lançamento na temporada corrente. O artigo será formado por animes que na minha opinião mereceram destaque na semana, então vou falar sobre seus episódios e minhas expectativas, esperando sempre a colaboração de vocês leitores!

***

Mais uma semana estou trazendo aqui a nossa review de Orange, dessa vez de forma justa trago o artigo a vocês enquanto escuto Hikari no Hahen música de abertura da obra, que inclusive é a melhor abertura da temporada... Sem mais enrolação, podem seguir lendo o artigo da semana abaixo:

Orange
(Episódio 08)


Após o fim bastante intenso do episódio número sete, esse oitavo episódio se iniciou com o que a obra tem
de melhor, a mudança suave de trama, iniciando nesse episódio com um momento de uma aparente reaproximação entre Kakeru e Naho, fato esse que nos deixa subentendido que após a choradeira e declarações do último episódio, eles passaram um tempinho se evitando, é claro que isso já era esperado, momentos cheios de emoção fazem as pessoas falarem tudo que estão segurando, mas quando o momento passa resta só a vergonha alheia. No caso, Naho estava mais afetada por esse sentimento que Kakeru, mas o misterioso garoto logo soube ultrapassar a barreira que ela estava criando,  e o fez de forma tão natural que conseguiu instantaneamente recuperar o romantismo, que ficou pairando no ar, o único que não percebeu foi o Hagita, como sempre.

Takako e Azusa foram logo no inicio do episódio fazer um tipo de interrogatório com Naho, e nesse momento mesmo que Naho tenha contado de sua declaração para Kakeru, o que as garotas pareciam buscar era outra coisa, e claro que para nós espectadores fica mais que óbvio sobre o que elas desejam que Naho fale; as garotas mesmo quando não se metem diretamente nas situações, elas sempre estão lá assistindo escondido, isso vem sendo recorrente no anime até então, e logo de inicio nesse episódio elas tomaram uma posição mais firme em relação ao conflito que antes apenas estavam assistindo de longe, entretanto antes que algo pudesse ser retirado de Naho, um fato intrigante roubou a atenção de todos: Kakeru desmaia enquanto joga futebol com o clube. É claro que nesse ponto tudo começa a ficar complicado, e mesmo como garoto acordando na cena seguinte e logo acalmando seus amigos com algumas desculpas, a verdade é que algo a mais está acontecendo! Lá está Kakeru demonstrando uma fragilidade física, além de sua clara depressão que vem sendo tratada ao longo dos episódios, e se preciso ainda dizer o maior mistério até então é se tal acontecimento foi apenas um elemento escolhido pelo autor para tirar a atenção de nós espectadores da trama central da obra, ou se de fato algo pior está por vir. A verdade é que em qualquer uma das opções ainda não temos como ter a certeza do que virá apenas observando tais acontecimentos, até então o que nos resta é a expectativa de que tudo se desenrole da melhor forma possível.

Não suficiente o desmaio de Kakeru, na mesma cena onde o personagem aparenta uma recuperação do fato de origem ainda suspeita, Azusa inicia uma breve discussão com Kakeru, uma bastante constrangedora inclusive; perguntando a Kakeru sobre seu namoro com Naho, ele foi bastante direto em dizer que eles não estão namorando apesar de tudo, e nessa cena foi bastante interessante assistir a Naho com tanta vergonha
alheia que nem podia se mover, a garota ficou estática apenas acompanhando tudo como se não estivessem ali tratando de algo que ela estava diretamente ligada. O fato é que como conclusão da cena, ficou bastante claro que apesar de tudo estar posicionado para um relacionamento entre Naho e Kakeru, o maior obstáculo para isso acontecer ainda é o próprio Kakeru e seu medo de se relacionar e magoar as pessoas; não sendo esse um fato desconhecido por nós, a cena acabou não sendo lá muito profunda em significados, apenas podemos esperar que para esse relacionamento de fato se iniciar vamos precisar de algum evento que impulsione Kakeru, possivelmente algum conflito secundário está por vir.

Se no inicio desse oitavo episódio Naho agradecia com confiança a sua versão futura por ter lhe enviado a carta, um pouco mais para frente no mesmo episódio a protagonista começa a duvidar das decisões contidas no manuscrito; tal fato se dá por influência de Suwa, que por sua vez tem muita influência sobre todos do grupo protagonista, e quando ele revela estar receoso quanto a seguir as instruções da carta fielmente, a garota começa a ter o mesmo perigoso receio. Bom, até então nos outros artigos sobre Orange eu já havia relatado sobre essa possibilidade de falha da carta, afinal de contas as versões futuras responsáveis pelas informações e ordens contidas nas cartas tem um conhecimento bastante limitado, o que a carta informa necessariamente é como um caminho entre milhões deu errado, as instruções tendem a evitar que o mesmo caminho se repita, o que não necessariamente significa que o caminho escolhido será o correto, esse é o chamado efeito borboleta, onde uma pequena ação acarreta em consequências enormes, e as possibilidades são infinitas, logo cada pequena ação não necessariamente por não ser igual a do mundo de onde a carta se originou traria sucesso. Mesmo quando Naho e Suwa decidem que vão salvar Kakeru com ações além da carta, não temos como saber se tais ações serão de fato boas para o resultado desejado, mas inconvenientemente a vida é assim, cheias de opções cujo as consequências são impossíveis de serem previstas, o maior inconveniente no caso de Naho é já ter tido acesso a um manual exato de tudo que estava por acontecer, e agora após se acostumar a segui-lo, tudo começa a sair do script; não é comum sentir falta de algo que nunca teve, mas quando se tem o controle e logo ele é tirado, certamente é bastante doloroso, e assim se sente Naho, que não esconde sua insatisfação por ver acontecer fatos não narrados em sua carta.

Desde o inicio do episódio, ou até mesmo antes, já é possível perceber um olhar um pouco entristecido de Kakeru, que mesmo quando sorri parece estar com os olhos tristes e demonstrando um cansaço emocional
intenso; quase na metade do episódio Kakeru é convidado a ser o Ancora da equipe escolhida para representar a classe em uma corrida do colégio; logo quando é confrontado por seus amigos sobre correr ou desistir, é possível ver nos olhos de Kakeru o desejo obstinado de agradar aos outros independente de sua vontade pessoal, ele parece estar se esforçando para fazer com que todos gostem dele, tanto que fica em grande incerteza quanto a sua escolha. E nessa parte a incerteza reinou, principalmente no coração de Naho e Suwa, que ao pedirem Kakeru para não participar logo se arrependem, fica clara a indecisão dos personagens, que certamente adorariam saber quais consequências tal ação traria para o futuro antes de enfim decidir, como isso não é possível eles acabam perdidos, e logo sendo guiados por Takako e Azusa que acabam decidindo o resultado de tudo sozinhas.

No momento romântico desse episódio tivemos um pequeno espaço para o casal Hagita e Azuse, mas foi bem breve o tempo do casal, breve e logo tomado por um mistério que apenas mais para frente nesse mesmo episódio foi enfim revelado. Se para alguns a relação romântica parece estar longe de acontecer, para Naho e Kakeru tudo parece estar quase certo, apesar de um pequeno e engraçado conflito acabar ganhando espaço na segunda metade do episódio, onde Kakeru tenta segurar a mão de Naho por várias vezes e ela parece não entender o recado de forma alguma; entretanto o surpreendente foi perceber que o Kakeru ficou bastante abatido com a situação cômica; mesmo teorizando que algum outro fato foi o culpado pelo abatimento do garoto, eu ainda preciso me apegar aos fatos, e que de imediato o desentendimento engraçado gerou em Kakeru um olhar bastante melancólico.

Exatamente como eu havia previsto na semana passada, mais cartas vindas do futuro surgiram, agora Takako, Azusa e surpreendentemente até Hagino receberam cartas vindas do futuro. Sendo dessa forma o episódio dessa semana só caminhou para um ponto ideal, onde tudo parece caminhar para o sucesso sem dificuldades, e mesmo quando o conflito nem está tão grande para que Naho precise de ajuda, o socorro já apareceu com antecipação, esses elementos só podem nos dizer uma coisa: o verdadeiro desafio está para começar! Provavelmente após esse momento de calmaria teremos pela frente uma enorme tempestade, onde cada personagem precisará agir de forma correta para salvar Kakeru. Inclusive, podemos esperar conflitos nas decisões a serem tomadas pelo grupo, e até mesmo uma possível separação momentânea dos amigos. Junto a tais fatos, a corrida de revezamento está por vir, e possivelmente será ela a peça chave para o inicio dos grandes problemas.

Como conclusão nesse episódio fiquei pensativo sobre o papel de Hagita, e sua carta, que vinda do futuro não parece ter impulsionado o personagem a agir, exceto se ela vem com a instrução de que ele deve ficar de fora de tudo, fora isso imagino que ele tenha negligenciado tudo escrito nela até o momento. Da mesma forma, se a carta de Azusa e Takako têm o mesmo conteúdo que a carta de Naho e Suwa, elas já negligenciaram bastante o conteúdo, principalmente quando apoiaram a decisão de Kakeru namorar com Ueda.


Após uma grande calmaria sempre vem uma enorme tempestade (sim, ao contrário do dito popular), será que ela está se aproximando? Será que os dias felizes de Naho estão contados? Certamente ainda há muito mistério e drama pela frente, mas o maior mistério nesse momento é sua opinião sobre o episódio! Deixe ela abaixo...