Animes Destaque Da Semana #17 - Servamp Episódio 6!




Esse artigo tem o objetivo de falar um pouco sobre os episódios dos animes em lançamento na temporada corrente. O artigo será formado por animes que na minha opinião mereceram destaque na semana, então vou falar sobre seus episódios e minhas expectativas, esperando sempre a colaboração de vocês leitores!

***

Abaixo a review semanal de Servamp, minha opinião sincera. Espero que gostem do texto, e boa leitura.

Ah- Ainda não! Um alerta: Amanhã não vou postar indicação de animes, vou tentar trazer outras duas reviews de episódios, para tentar acompanhar o lançamento semanal... Agora sim, boa leitura...

Servamp
(Episódio 06)

Na última semana, quando postei sobre o quinto episódio da obra, eu havia reclamado do ritmo acelerado que a animação estava usando para conseguir caber seu enredo nos episódios que tem direito, porém se em episódios anteriores pudemos ver um pouco do que é cortar cenas, e dar velocidade a diálogos e acontecimentos apenas para encurtar o tempo de alguns fatos, tivemos nesse sexto episódio a oportunidade de nos deparar um aumento significativo nos cortes. Tivemos uma verdadeira fragmentação do conteúdo original, para que pudesse vir caber tanto quanto fosse possível em apenas 24 minutos de anime. A falta de desenvolvimento dos personagens, e a falta de uma quebra de tensão tem sido as principais consequências de ritmo acelerado que já se tornou característica marcante dessa obra.

Se por um lado tenho a criticar alguns dos fatores da obra, por outro devo admitir que não perderia meu tempo em evidenciar falhas de algo que eu não estou gostando, então devo admitir que sigo assistindo o anime satisfeito na maior parte do tempo, admito que muitas vezes me horrorizo com as passagens de cena, e todo o enredo sendo picotado em apenas momentos indispensáveis, mas sigo querendo conhecer cada vez mais da obra, e seus personagens, e esse sexto episódio foi perfeito em causar ainda mais interesse e curiosidade com o desenvolvimento de um grande conflito que vem se inflando com o decorrer dos episódios.

Tsubaki, certamente um vilão psicopata e cheio de si. Mas até quando? Existe ética ou amor no coração de um personagem que veio apenas para instalar o caos no mundo? Que debocha da própria falha, e ri sobre os cadáveres que amontoa? Bom, no desenvolvimento de um episódio, em que mais uma vez ele foi colocado como alvo central da ira de todos os personagens que tem como a bandeira "Amizade e amor".

A obra começou errada, foi bastante frustrante assistir ao episódio sentindo que pulou um ou mais episódios, mesmo conferindo que isso não havia acontecido, foi apenas mais um corte monstruoso do
enredo, que nos colocou com Mahiro e companhia hospedados na pousada de Tetsu, personagem introduzido e nada desenvolvido no episódio anterior. Foi sensível a falta de "algo" completando o enredo, o anime não se preocupou em explicar como chegamos a tal cenário; e mesmo isso não sendo importante para a compreensão do conflito central, ainda foi frustrante. O desenvolvimento de tudo se deu com uma informação de um possível aliado de Tsubaki, no mínimo um alguém interessante e suspeito estava sendo introduzido no enredo.

Se o anime estava novamente introduzindo novos personagens, sem desenvolver os já presente, coisa que costuma fazer com frequência, dessa vez tivemos uma abordagem nova do personagem de Kuro, que dessa vez demonstrou arrependimentos não superados, e mais tarde uma ira descomunal.

Um personagem que claramente estava lá para ser inimigo, continuou sendo abordado pelo protagonista, que de alguma forma ainda estava se rastejando em busca de mais um aliado para enfrentar o vilão Tsubaki, que até a conclusão do episódio viria a chorar pela morte de companheiros, e demonstrar seu lado mais gentil até então. Logo o inimigo se apresentou, e como esperado trazia mais uma personalidade destoante da aparência, um personagem surpreendentemente interessante, junto de seu Servamp igualmente imprevisível. Licht e seu vampiro companheiro Hyde, quem especialmente parece carregar um grande remorso em relação a Kuro, que permaneceu como sempre em silêncio e sem dar explicações convincentes de todo o ocorrido.

Um corte. Um bum. E Mahiro já havia estado em dois cenários totalmente diferentes, (e até mesmo Sebastian de Kuroshitsuji já havia aparecido para fazer sua ponta) agora o protagonista já estava em busca de problema, em busca de proteger quem não precisava ser protegido, o bom moço Mahiro se depara novamente confrontado pelo Servamp da ganância, que apesar de tudo só demonstrou ganância de sangue,
que derramou durante toda sua passagem pelo episódio. A ganância desse Servamp parece ser apenas por sangue, afinal ele deseja a todo tempo ir contra todos, mesmo que seja ir contra seu mestre, o que ele muito fez no episódio. Entre um dialogo e outro, um corte e mais outro corte, pudemos ver um descontente Eve atacando seu próprio servo. Durante os momentos de diálogos pudemos conhecer uma pequena porção do passado das criaturas imortais, e a forte ira sentida por Kuro, que não deixa que a história contata por Hyde chegasse em sua conclusão. Em um corte novo pudemos assistir um combate de dois Servamps que pareciam pouco motivados em suas trocas de golpes. Kuro e Hyde pareciam brincar enquanto deixavam claro o ódio entre si.

Perto da conclusão o anime nos deu a oportunidade de conhecer um pouco do drama de um subclasse desconhecido, um trecho bastante descolado de todo o enredo, mas que foi introduzido ali. Em ritmo alucinante conhecemos como Litch, um Eve pouco importante para o enredo, consegue usar a incomum arma de Mahiro melhor que ele; me pus a pensar: Será que existe algum popular livro de autoajuda intitulado "Mil e uma formas de usar uma vassoura como arma"? Foi o que me deu a entender, não basta o protagonista tirar criatividade e novos usos para a arma do nada, agora até mesmo personagens menos relevantes conseguem? Estranho.

O conflito central do episódio foi concluído em um instante, com uma cena de humor destoante da proposta de ira e ressentimentos até então predominando no enredo. Até mesmo tristeza e lágrimas estavam ali, mas comédia não parecia uma possibilidade. Inesperadamente foi o que aconteceu. E como consequência de todos os fatos, temos agora um possível espião de Tsubaki junto a Mahiro; Kuro parece estar com uma cara nada boa, bem feia mesmo (Vide episódio) e cheio de seus maus sentimentos, não deve voltar a falar tão cedo. E para engrossar a lista de consequências a serem tratadas nos próximos episódios, o furioso e poderoso Hyde é atacado por Tsubaki.

Além de uma nova e inesperada parceria para Mahiro, e alguns outros resultados curiosos, o sexto episódio de Servamp conquistou deveria ter tido o nome de: Inesperado. Foi o que o anime foi durante seus vinte e quatro minutos de duração, um poço de desenvolvimentos inesperados. A conclusão nos colocou com um novo possível vilão: Kuro, um protagonista, que talvez se revele não tão piedoso e apático, mas que no fim provavelmente surgirá com boas justificativas para possíveis crimes que tenha cometido em seu passado.


Então pessoal, esse foi nosso comentário semanal sobre Servamp, uma obra interessante, mas que mesmo eu sou obrigado a dar alguns chutes em pontos falhos. Mesmo assim, sigo gostando do anime, e vocês, como estão levando essa obra? Comentem sobre o episódio abaixo!

Um comentário:

  1. Lí todas as suas análises de servamp, gostei de todas pricipalmente essa pq eu achei que só eu não estava entendendo um monte de coisa no anime, o fluxo veloz dele atrapalha um pouco as vzs

    ResponderExcluir