Animes Destaque Da Semana #5 - Ushio To Tora e Ansatsu Kyoushitsu


Esse artigo tem o objetivo de falar um pouco sobre os episódios dos animes em lançamento na temporada corrente. O artigo será formado por animes que na minha opinião mereceram destaque na semana, então vou falar sobre seus episódios e minhas expectativas, esperando sempre a colaboração de vocês leitores!

***

Olá pessoal! Trazendo já bem tarde da noite o "Animes Em Destaque" vamos falar de Ushio To Tora e Ansatsu Kyoushitsu! Uma dica para melhor leitura do texto de Ushio é escutar essa música aqui enquanto lê, é apenas uma dica, segue o texto...

Ushio To Tora
(Episódio 36)

"O Excesso de Confiança é o que Mata o monstrão do medo" - Lispector Eu.

Sigo usando como símbolo de toda a movimentação dos personagens de Ushio To Tora o tabuleiro de Xadrez que descrevi na semana passada. Todas as peças milenares bem estabelecidas pelo Hakumen No
Mono que passou milhares de anos remoendo em sua própria raiva começam a se perder no tabuleiro, pois a enorme criatura se considera invencível. Mas de fato a criatura tem motivos para se sentir poderosa, ela não é um medo qualquer, ela é a própria existência do medo, com apenas um olhar ela pode fazer o mais valente dos homens sentir medo a ponto de cometer suicídio para não precisar olhar uma segunda vez em seus olhos. Quem na terra inteira é capaz de lutar contra o próprio mau encarnado? É de fato possível que uma ferramenta criada por homens cause um mínimo ferimento em uma criatura que alcança quase o nivel de um deus, e agora caminha sobre a terra criando tufões e terremotos? Existe ódio que possa superar o da criatura? Ushio To Tora de número trinta e seis veio para responder algumas dessas perguntas...

O episódio seguiu demonstrando a reviravolta que Hakumen No Mono estava para sofrer, uma reviravolta inimaginável, algo que a criatura não compreende totalmente se fez presente no "Tabuleiro milenar" montado pela criatura ao decorrer dos milênios: O medo faz com que todos deixem suas diferenças de lado, e lutem juntos para sobreviver. Qual é o limite do poder de todos os monstros e seres humanos trabalhando juntos? Nem mesmo o Hakumen no Mono conhece esse limite, nem toda a sabedoria está disponível para o Hakumen. Quando Ushio e seu exército surgem vindo do mar, e o confronto entre as forças parece que vai se iniciar, a lança da besta vem em direção a Ushio, mas seu opositor subjuga a lança por alguns segundos mudando seu rumo, a criatura que vem carregando o corpo desfalecido de Tora nos dentes é surpreendida por mais um fator que não compreende: O espírito de alguém morto volta e lança um poderoso selo em seu corpo, essa é Mikado Hizaki, uma das descendentes de Jiemei, ressuscitada por Saya o primeiro fator negligenciado por Hakumen, que desconhece a existência de uma mulher com o poder de ligar o mundo dos mortos ao mundo dos vivos, e nisso uma barreira impede a movimentação da enorme criatura tempo o suficiente para que Tora seja solto e a lança volte as mãos de Ushio, agora com o  poder totalmente liberado.

Com a lança em mãos Ushio permite que ela se liberte totalmente, e Hakumen comete um segundo erro negligenciando o poder da lança da besta, que se mostra muito mais poderosa que a criatura esperava, e esse é o segundo fator que o Hakumen não calculou: O poder da lança, que feita do ódio, se tornou o maior símbolo da esperança. Hakumen mostra certa decepção reconhecendo o poder da lança que o golpeia em cheio, enquanto em confusão mantém seu lado soberbo, e sem tempo de se reorganizar é atingido por um terceiro e quarto fatores que esqueceu a muito tempo de considerar: As duas descendentes de Jiemei com
poder o suficiente de criar uma barreira extremamente poderosa, que antes mantida por apenas uma delas manteve a criatura presa por milênios, agora existem duas mulheres capazes de criar muitos problemas. Do outro lado, o que chamo de quarto fator, é a tecnologia dos cientistas, algo que Hakumen nunca havia enfrentado e por isso simplesmente ignorou e foi acertado por algo igualmente poderoso. Não cansado de cometer tantos erros ignorantes motivados por um ego tão grande quanto é seu poder, a criatura milenar negligenciou também todos os monstros, acreditando que nada eles poderiam fazer, porém armados com vinte mil "Kazuchi" uma poderosa barreira feita pelos monstros também prende o Hakumen, que nesse momento ainda confia em seu poder para vencer, e segue forçando contra tudo que foi lançado contra si, já com muita dificuldade Hakumen vê um quinto fator surgir: Os monges que havia atacado antes com tamanho desleixo de nem ao menos checar se matou, ressurgem criando um novo selo impedindo ainda mais a movimentação, e é nesse momento que Hakumen entende sua incapacidade diante de tamanha demonstração de poder conjunto, e decide que precisa de ajuda, assim chamando Guren.

Mal sabia o Hakumen, mas ainda existia um sexto fator que nunca havia estado em seu tabuleiro de estratégias: Hyou, um homem cujo a vida foi destroçada por Guren. Vingança? Ódio? Quem pode dizer que são sentimentos exclusivos do Hakumen? Hyou viveu sua vida em busca de um momento, onde pudesse
morrer após matar a criatura que desgraçou sua família, e o momento enfim chegou. Confrontado por Guren no jardim de uma bela casa, onde uma mulher e uma criança parecem em conflito, Hyou tem a chance de sua vida, de combater contra Guren, e realizar a vingança que o motivou por anos de sua vida, vingança que o marcou de tantas formas; em sua alma estava marcada a vingança que estava por vir, assim como em todo seu corpo. Guren movido por um sentimento de prepotência quase tão grande quanto o de Hakumen, acha que ter uma mulher e uma criança como reféns enfraqueceria seu inimigo, mas foi nesse momento em que seu maior erro surgiu, o cenário era tão perfeito para uma vingança, era o melhor cenário possível para que o espírito de Hyou se queimasse em fúria, mergulhado nesse sentimento que moveu sua vida, o homem manchado por sangue e dor vitimou Guren em uma estratégia baseada em sua própria fraqueza e que só foi possível por conta do tamanho do ego de seu inimigo, que assim como seu superior, nunca se imaginou perdendo para um mero humano, mas perdeu. Assim se vingou Hyou, e morreu desejando ter lutado uma vez mais junto a Ushio. E assim foi cumprida a vingança de uma vida. E Guren não irá te salvar, ó Hakumen, ser feito de ódio, medo, e provavelmente orgulho.

Ansatsu Kyoushitsu
(Episódio 21)


O vigésimo primeiro episódio do anime se iniciou de forma bastante esperada, com mais humor. Nesse ponto o episódio estava parecendo que seguiria o mesmo caminho dos episódios anteriores, uma espécie de "curva final" para o último arco do anime, agora os personagens estão se preparando para um futuro que está bem próximo, vemos o protagonista Nagisa conseguindo entrar para o colégio que escolheu, e todos os outros personagens se revelando bastante conformados com seus destinos. O anime foi até que bastante  exagerado quando começou a mostrar cada personagem já se preparando para o "futuro" até parece que o colegial não existe, mas enfim isso se encaixa mais com o fim do episódio anterior e o inicio desse, pois no decorrer o tema se tornou um "álbum de fotos" para a Classe-E, e devo dizer que a forma como a ideia começou a ser apresentada foi deverás desconfortável, de fato Koro-sensei parece estar se preparando para a morte. É notável que o clima de "nostalgia" começa a se espalhar pela classe, todos os momentos que passaram juntos começam a ser exibidos no álbum feito pelo professor polvo. Karasuma por sua vez se demonstra bastante desconfortável, ainda mantendo sua postura militar, mas bastante relutante e calculando cada fala ou ação. Quando o episódio parecia que permaneceria nesse clima bastante relaxado e cheio de bons momentos, o episódio sofre uma total reviravolta!

Cada membro da Classe-E está em uma parte da cidade, cada um tentando seguir com suas vidas pouco normais, o dia que passaram foi ótimo cheio da alegria que só o Koro-Sensei pôde ensinar a eles, cada um demonstrando que está satisfeito com o futuro, além de o clima introduzido ser um fim de noite, com todos bastante cansados do dia divertido que passaram juntos. Koro-Sensei segue na classe montando o álbum da classe, que parece mais um presente de despedida que de fato meras lembranças. Quando tudo parecia tão perfeito, tão no lugar, não havia nenhum conflito na classe, nenhum dos membros da excêntrica classe demonstra ter preocupações ou medo do futuro, foi nesse momento que uma luz caiu do céu e iluminou o céu bem sobre a cabeça de Koro-Sensei dispersando uma "luz" totalmente feita de material anti-koro-sensei, mesmo desviando do primeiro tiro, o professor polvo termina preso em uma armadilha perfeita: Não há como fugir, apenas esperar a morte.

Como reflexo do treino de um ano toda a Classe E se reúne rapidamente pronta a ajudar seu mentor, o desespero parece tomar conta de todos eles quando Karasuma se demonstra incapaz de os liderar, porém seguindo quase que um reflexo natural Nagisa toma controle da situação, e instruí seus companheiros a criar um plano de resgate. Nesse momento há a informação que em uma semana Koro-Sensei será morto, e o plano precisa estar feito até lá.
O anime agora encontrou seu clímax, estamos diante do maior desafio já visto por toda a Classe E, nenhum deles estava preparado para passar por um momento tão difícil, onde a vida de seu professor corre real risco, o Koro-sensei que se demonstrou todo o tempo sendo totalmente invencível, agora está com sua vida de fato em risco, e apenas eles podem salva-lo. O plano para resgatar o polvo é feito em várias etapas que são mostradas em poucas cenas, e logo chega o dia e a hora: Em três horas o destino do mundo todo será decidido. Talvez para o mundo aquele momento seja apenas mais uma notícia na TV, mas para a Classe E, aquele momento pode decidir o rumo de suas vidas...

Os mais fortes membros da Classe E, Nagisa e Karma, apesar de fortes e perfeitos assassinos, são muito fracos mentalmente, e em uma falha que a vida de seu mentor seja tirada da mão deles por falta de competência da parte deles, é possível que jamais eles voltem a se recuperar. Agora não há mais volta, algo precisa ser feito! Enquanto em clima de decisão do lado de fora, Koro-Sensei do lado de dentro da sala de aula parece se preparar para própria morte, aprontando aos poucos seu último presente para sua classe...