Top Ad unit 728 × 90

Animes Destaque Da Semana #3 - Ushio To Tora e Koutetsujou no Kabaneri


Esse artigo tem o objetivo de falar um pouco sobre os episódios dos animes em lançamento na temporada corrente. O artigo será formado por animes que na minha opinião mereceram destaque na semana, então vou falar sobre seus episódios e minhas expectativas, esperando sempre a colaboração de vocês leitores!

***

 Ushio To Tora
(Episódio 34)
Apesar de nas enquetes aqui do blog Ushio To Tora não ir lá muito bem, o anime continua sim muito bom, tanto que eu diria que é o mais interessante da temporada! Sinceramente fica difícil achar "ação" em qualquer outro anime após ver um episódio de Ushio To Tora, a forma antiga e bruta de combate shounen proposta por Ushio To Tora está de fato sendo incrível!

Aos poucos cada pequeno fragmento de abertura e encerramento estão sendo justificados pelo enredo, as pontas soltas estão se juntando com perfeição invejável. Vamos ver as apostas que fiz na semana passada, e se eu fui bem sucedido em tentar adivinhar o futuro... Em me perguntava como Asako sobreviveria ao ataque do Hakumen No Mono, e se o homem que chegou na porta uma cena antes, seria a salvação dela, e ainda interroguei quem seria ele, além de citar o nome de Hyou. Resultado: Asako foi salva pelo homem da porta, que era só um mero figurante. Asako ainda não desempenhou seu papel ajudando Ushio em sua luta, mas acredito que vai ocorrer cedo ou tarde... Bom, vamos ao episódio dessa semana que passou...

Ushio estava perdido no fundo do oceano, não há melhor forma de descrever seu estado emocional que realmente cercado por um oceano de problemas. De fato deve ser horrível saber que é a única pessoa com o poder de salvar o mundo, não é mesmo? Mas ao invés de seguir em pânico, agora Ushio parece ter se acalmado, ao ver a lança da besta ser destruída, imagino que por dois simples motivos: O poder de influencia da lança acabou, e a responsabilidade também. Agora Ushio está livre do fardo mais pesado do mundo, porém ainda afundando ele começa a ter "visões" de um passado desconhecido até então, e esse foi o tema desse sétimo episódio da segunda temporada, ou trigésimo quarto do anime.

A passagem de Kirio pelo episódio foi tão ignorada e rápida, que mal tivemos a oportunidade de saber qual será sua posição na batalha, mas a impressão que passou é que ele apareceu apenas para revelar o ponto fraco do Hakumen No Mono, e depois ser derrotado ajudando Ushio, tive a impressão que no fim, quando ele revelar o ponto fraco do Hakumen, além de ser inútil pois Ushio já saberá, também será algo decepcionante como "Amor, Medo". Tão rápida quanto a passagem de Kirio, foi a reaparição dos monges do clã Kohamei, que apareceram e tiveram sua barreira destruída em meros segundos, e logo perderam sua importância no episódio.

Shagakusha, um homem nascido em terras distantes, a queda de algo considerado uma estrela cadente o fez crescer com o fardo de ser amaldiçoado. Ushio teve a oportunidade de contemplar toda a vida de Shagakusha através de seus olhos, toda a difícil infância pobre e sofrida, onde a violência sempre fez parte. Ushio também pode descobrir exatamente o que é sentir ódio, e perceber que o que sentirá momentos antes era apenas uma breve amostra grátis do que é odiar, além disso pode perceber o que é ter uma vida sofrida. Shagakusha, odiado quando criança, temido quando adulto. O poderoso guerreiro movido apenas pelo ódio seguiu sua vida usando de seu ódio para sobreviver. Um importante detalhe foi se apresentando cada vez mais importante: Cada vez que sentia ódio, Shagakusha sentia uma dor em seu ombro direito, e quanto maior era o ódio, maior era a dor. O episódio desenvolveu rapidamente mostrando o desenvolvimento do homem cheio de ódio, o enredo fez questão de mostrar o quanto ele podia ser cruel, e o quanto amava sentir ódio, o ódio parecia o alimentar sempre. Shagakusha não amava ninguém, queria ver a morte de todos, companheiros e inimigos, e mesmo quando se tornou amado pelo povo, continuou desejando a dor de todos, ainda não havia se conformado com o passado, e não conhecia sentimento se não o ódio. Essa saga de ódio de um homem sem sentimentos foi interrompida por um garoto chamado Raama, alguém que era frágil e ainda parecia de fato considerar Shagakusha um verdadeiro herói, nas palavras daquele garoto pela primeira vez aquele homem sentiu o que era outro sentimento que não ódio. Por coincidência do destino, o o guerreiro cheio de ódio acabou ajudando uma bela camponesa pobre, e se aproximou dela o suficiente para saber que ela não o via como mau, ou amaldiçoado, e previsivelmente a garota se mostrou sendo a irmã de Raama. Com aqueles dois irmãos como companheiros, pela primeira vez Shagakusha conseguiu dividir algumas sinceras palavras, e pela primeira vez na vida sorriu, e de forma assustadora se tornou uma boa pessoa, e pela primeira vez na vida sentiu medo. O medo guiou Shagakusha a fugir de sua cidade que seria atacada por um grande império para salvar a vida da garota que se apaixonou, porém fugiu de encontrou ao inimigo. Com a morte da única mulher que amou, pela primeira vez Shagakusha sentiu um ódio impossível de segurar, e no auge desse sentimento nasceu a forma viva de Hakumen No Mono, a sombra do ódio e do medo que havia se escondido desde o momento de seu nascimento dentro de seu ombro direito.

Shagakusha foi amaldiçoado com a vida eterna, foi amaldiçoado com um destino de ódio, e desde então, por milênios perseguiu Hakumen No Mono. Shagakusha conheceu a lança da besta, e com seu ódio maior que tudo, foi instantaneamente consumido por ela, por milênios em sua forma de puro ódio conheceu o ódio em todas as formas existentes, viu pessoas morrerem e se matarem pela influencia de Hakumen. Shagakusha percorreu os milênios lutando e odiando, recebeu o nome de Azafuse, posteriormente de Nagatobimaru e atualmente o nome de Tora.

No finalzinho desse episódio vimos a lança da besta reaparecendo em milhares de pedaços, e Ushio entende a mensagem: A batalha ainda não acabou!

Sinceramente, quando vejo a abertura de Ushio To Tora no inicio de cada episódio, fico cheio de adrenalina, e no final quase choro com a música em tom "épico" que passa a impressão de final para a milenar jornada de batalhas que o anime apresentou até então. É certo que estamos nos encaminhando para o final de tudo, a maior das batalhas vai começar, é de certo que a lança da besta ainda odeia o Hakumen No Mono, e agora a verdadeira batalha vai começar.


 Koutetsujou no Kabaneri
(Episódio 6)

Na edição passada desse artigo falamos sobre Koutetsujou No Kabaneri, eu lembro que naquela oportunidade eu citei uma possível mudança de personalidade de Mumei, que quem sabe estaria debilitada e pudesse revelar de alguma forma seu passado. Acertei demais a previsão.

Nesse sexto episódio do anime, conhecemos pela primeira vez a verdadeira personalidade de Mumei, que até então se escondia atrás de uma máscara quase intrasponivél de medo e poder. Mumei por até agora se demonstrar o personagem mais poderoso do grupo, não havia tido oportunidade de baixar sua guarda, e revelar quem de fato é, porém no último episódio após ser induzida a agir de forma egoísta, Mumei acabou em uma situação bastante delicada, preza debaixo de uma pedra, onde suas pernas estão presas, e muitos kabanes se aproximam. A única pessoa que pode a ajudar é Ikoma, que brevemente iniciou suas tentativas de resgate. Em outro cenário, o trem carregando todos os sobreviventes se depara com a enorme sombra feita de Kabane, em forma de gigante. Rapidamente o trem volta em seu percurso e consegue a alguns custos fugir do ataque feroz da nova criatura.

Mumei segue mantendo sua fachada de guerreira poderosa e invulnerável, mas logo começa a se desesperar e repetir para si mesma "que é forte" e no auge de seu desespero começa a falar em voz alta que é poderosa. Não precisou de muito para que Ikoma se aproximasse dela e desse a noticia "Você é fraca, nós somos fracos." Ikoma se revela bastante persistente como sempre, ao enfrentar centenas de kabane para proteger Mumei. Enquanto assistia Ikoma batalhar, Mumei via diante de seus olhos o último momento de sua vida em que pode ser fraca, e se permitir ser protegida por outro alguém. A casca de guerreira invencível se quebra totalmente enquanto Ikoma luta para a proteger, e isso é mostrado de forma quase literal no episódio quando a "barreira é rompida". Mumei desmaia, e acorda sendo salva por outros humanos, e sua primeira preocupação é saber onde está Ikoma, e após breve busca desesperada o encontra, e agora com sua verdadeira personalidade aflorada, se demonstra muito inocente e sentimental em relação a Ikoma.

O segundo ato do episódio acontece com a batalha contra o inimigo gigante, agora nomeado como "colônia fundida" ou algo semelhante, a ideia é que o gigante não é nada além da união de milhares de Kabane, onde um deles se torna o coração que os mantém unidos, uma espécie de ponto fraco, que é muito protegido, e se destruído, destrói a formação da criatura gigante. Para o combate, Mumei se voluntaria para entrar na linha de frente contra o monstro, querendo dessa vez compensar seus erros na missão anterior, antes da batalha a garota recobra a confiança de todos com palavras firmes e sinceras.

A batalha contra o gigante Kabane começa, e quem poderia dizer? Takumi, um personagem tão simples, será peça principal no plano para derrotar a criatura, ele tem a tarefa de operar o canhão que abrirá as defesas da criatura permitindo um ataque no coração. Durante o ataque vemos a relação entre os humanos e Kabaneri se estreitar ainda mais, e vemos a improvável dupla de Kurusu e Ikoma lutando em dupla contra centenas de inimigos. Kurusu maneja com sabedoria a katana forjada por Ikoma, e elimina muitos inimigos, revelando a potencia incrível da espada que consegue até mesmo penetrar no resistente coração dos Kabane. Em uma sequencia de ação alucinante, vemos o desfecho da batalha sendo realizado por Mumei, que destrói o coração da criatura com um poderoso golpe, não antes de vislumbrar uma visão um tanto quanto perturbadora do coração da criatura, em queda Mumei é acolhida em um abraço por Ikoma, e tal cena revela a nova relação dos personagens. Por fim o trem escapa da cidade destruída, e agora caminhamos para novos desafios...

Achei esse episódio um dos melhores do anime até então! A forma como Mumei revelou sua personalidade foi interessante, e a mudança da relação dela com Ikoma foi surpreendente, agora Ikoma parece ser mais poderoso que ela, e ela apenas uma garota para ser protegida por ele. Novas dúvidas surgiram nesse episódio também. Mumei parecia ter muito medo de se tornar Kabane, e revelou que já viu companheiros Kabaneri se converterem em Kabane, agora fica a dúvida: Quanto tempo eles vão resistir?


Podem se sentir livres para comentar sobre qualquer anime que gostaram essa semana, nunca tivemos muita formalidade por aqui, não é agora que vamos começar a ter, não é? XD Podem comentar, e vamos conversar sobre... Inclusive podem sugerir animes para falarmos aqui...

Animes Destaque Da Semana #3 - Ushio To Tora e Koutetsujou no Kabaneri Revisado por Jhonatan A. Gonçalves em segunda-feira, maio 23, 2016 Nota: 5
Todos os direitos reservados Animes Tebane © 2014 - 2017
Hospedado no Blogger, tema desenvolvido por Sweetheme

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.