Top Ad unit 728 × 90

Meditando no Enredo - #1 Kanon: Cinco formas do amor!


Esse é um artigo novo, que busca de alguma forma atender ao pedido que todos fizeram durante a enquete que perguntou sobre o artigo que deveria ser feito nas sextas... Entendi que querem uma Análise, e como não aguento fazer a tradicional toda semana, decidi fazer essa análise menor toda semana, e na primeira sexta-feira de cada mês, trazer a análise completa!

Bom, para estrear o artigo, vou falar de Kanon! Se ainda não viu esse anime, desista do artigo, ele é só para quem já viu o anime, pois tem muito spoiler! Então se não viu, aqui fica um outro artigo sobre ele, escrito pelo
Carlírio do Netoin em uma certa ocasião festiva aqui no blog.

Então, sem mais delongas, aproveitem o artigo, pois deu um pouco de trabalho para fazer....

Ps: Me perdoem pelo nome que dei ao artigo, "Meditando No Enredo" foi o que surgiu após muito esforço de uma mente cansada...



Você sabe o que é Kanon?

Kanon é o nome original de uma peça musical de um compositor de origem alemã chamado Johann Pachelbel. A característica marcante dessa peça que a faz uma obra de artes, é sua composição em forma de looping. A música começa com tons agudos e vai até que eles se tornam graves, e então a música recomeça nos tons agudos dessa vez ficando um pouco mais rápida e como consequência atinge o tom grave um pouco mais rapidamente, e assim ela segue esse ciclo sempre aumentando sua velocidade.

E assim é Kanon, o anime adaptado de um game Eroge lançado em 4 de junho de 1999 (Meu aniversário de 5 anos XD), sua primeira adaptação ocorreu em 2002, tendo apenas 13 episódios e muitos erros na parte gráfica, o anime recebeu seu remake em 2006, apenas quatro anos após o anime original ter sido lançado, e dessa vez o anime ganhou um total de 24 episódios, que foram o suficiente para adaptar essa formidável obra.

O anime nos conta a história de Aizawa Yuuichi, que por conta do trabalho de seus pais acaba se mudando para a casa de sua tia, em uma cidade bem ao norte do Japão onde durante o inverno há muita neve. Essa é uma cidade que Yuuichi conhece muito bem, já que 7 anos antes, quando ainda era criança, costumava visitar a cidade em suas ferias, porém agora ele não se lembra nada dessa época.
Assim como a música "Kanon" a vida de Yuuichi é cheia de altos e baixos, e o anime demonstra as situações de dor e sofrimento desse jovem seguindo o ritmo proposto pela música. A vida de Yuuichi sempre parece invejável e feliz, até que um problema aparece, e por mais que ele tente resolver, de uma hora para outra um abismo sentimental se abre em seu caminho, ao que o problema ganha algum tipo de solução, Yuuichi se vê novamente em seu cotidiano calmo e divertido, agora mais rápido que a primeira vez seu caminho se estreita novamente, e antes que as primeiras feridas se cicatrizem, nosso protagonista acaba novamente de frente com um abismo intransponível, e quando se dá conta está novamente em seu cotidiano simples e iluminado, e agora ainda mais rápido é novamente abatido, e assim segue a vida de Aizawa Yuuichi, viajando entre altos e baixos com cada vez mais velocidade até o encontro de seu ápice, onde pode ser o fim dessa canção, ou apenas o recomeço dela...

Porém Yuuchi, o protagonista cheio do sarcasmo e do humor negro, hoje não será o protagonista desse nosso artigo, ele será apenas um coadjuvante para contar um pouco do ponto de vista das garotas que ele encontrou em seu tortuoso caminho.
Vamos seguir a mesma ordem que o anime usa para tratar o drama de cada personagem, para abordar um pouco cada garota e a forma que o amor delas tomou ao decorrer do anime...


1- O Amor Impossível!


Sawatari Makoto foi a primeira das heroínas desse enredo a ser explorada. De fato não foi a primeira a ser apresentada, porém sua história de vida foi a primeira mostrada na integra, assim como seus problemas foram os primeiros a serem explorados.

Sawatari Makoto é cheia de energia, e tem uma personalidade um tanto quanto difícil de se prever. Um dia Yuuichi desavisado é acertado por ela com tudo, e acaba tendo que levar ela desmaiada para casa.
Makoto exibe o tempo todo que não se lembra de nada de seu passado, sua única lembrança é o ódio que sente por Yuuichi, e como ele é a única pista para ela poder descobrir quem é, ela acaba ficando hospedada na casa de Akiko, tia de Yuuichi.
Makoto não facilita a vida de ninguém, e gosta de pregar peças e instigar a personalidade sádica de Yuuichi, que vive gritando com ela. As brincadeiras de Makoto vão ficando cada vez mais sérias ao decorrer do anime, inicialmente apenas roubar comida da geladeira durante a noite, mais tarde tenta assustar o Yuuichi dormindo, e posteriormente acaba fazendo brincadeiras mais pesadas, como usar fogos de artifícios para acordar nosso protagonista.
Os cabelos de Makoto são ruivos bem escuros lembrando bastante os pelos de uma Raposa, assim como sua personalidade difícil, a forma como responde usando grunhidos animais quando é contestada, e o costume de causar confusão para todos ao seu redor, todas são caracteristicas comumente ligadas a Raposas do Folclore Japonês. E certamente você que já viu o anime, sabe muito bem que no desenvolvimento do enredo descobrimos que Makoto é a forma humana de uma pequena raposinha salva por Yuuichi quando tinha 10 anos de idade e estava visitando a cidade de sua tia.
A capacidade de se transformar em humanos é a habilidade mais exaltada das raposas no folclore Japonês, sendo comumente acusadas de enganar humanos e deuses usando tal habilidade para se transformarem em lindas garotas e abusar da habilidade de sedução.
Bom, Quando conhecemos um pouco mais da história de Yuuichi, descobrimos que quando criança ele ficava repetidas vezes observando uma garota mais velha que ele, que ele considerava ser incrivelmente linda, inclusive algumas das vezes que Yuuichi ficava stalkeando a garota, era na companhia de sua raposinha amiga. Anos após, quando Yuuichi retorna mais velho e sem lembranças do passado que havia vivido na cidade, ele se depara com sua mulher ideal agora a altura de suas mãos.
Sim! A esperta raposa tomou a forma da mulher ideal de Yuuichi para poder seduzi-lo! Porém, para tal feito, a raposa sacrificou suas lembranças, e agora vive confusa entre o ódio e o amor.
Conforme o tempo passa, a raposinha vai perdendo sua forma humana, e ficando cada vez mais parecida com o animal que antes era, o primeiro sintoma é o aumento de suas "brincadeiras" que aumentam em quantidade e periculosidade. O segundo sintoma é a perda do tato, e ela passa a não conseguir segurar mais o Hashi (Os pauzinhos Japoneses[Os de Comer {Comer Comida}]) nesse ponto, conforme sua condição piora, suas memórias parecem cobrar pelo sacrifício feito, e ela começa a ficar mais sentimental e dependente de Yuuichi, a aproximação dos dois começa a aumentar conforme outros sintomas vão aparecendo, até que no fim Yuuichi e a raposinha Makoto acabam de fronte a um abismo, cada um está de um lado do abismo e não há pontes para fazerem a travessia. O amor dos dois era impossível, nunca deveria ter começado, não poderia continuar, não era aceitável.
De volta ao folclore Japonês, Raposas são também conhecidas por serem boas esposas, e terem o desejo do casamento com o humano amado.
No estágio final, o segundo preço pela transformação da raposinha em mulher aparece, a morte é o preço eminente. Como um gesto de Adeus, Yuuichi realiza o que se mostrou o maior desejo de Makoto, e realiza uma cerimônia simples, no meio da neve, com apenas o céu de testemunha, e se casa com Makoto.
Os sininhos típicos de raposa, servem como um último aviso de adeus, e ao que os sons findam, a vida de Makoto acaba nos braços de Yuuichi, acabando de vez com esse amor que ia contra as regras da natureza. Assim acabava um milagre bem diante dos olhos de Yuuichi.


2- O Amor de Amigo - Amizade

Tentando se recuperar da perda de Makoto, Yuuichi tenta mudar um pouco seus pensamentos, e começa a se envolver mais com Kurata Sayuri e principalmente com Kawasumi Mai.
A garota da vez é Mai. Inicialmente uma Dandere, silenciosa e sem sentimentos, Mai acaba aos poucos ganhando a simpatia de Yuuichi, que começa a se apegar a garota. Mai logo de inicio conta para Yuuichi seu maior segredo: Durante a noite ela visita seu colégio atrás da oportunidade de matar terríveis demônios invisíveis que vivem por lá.
Yuuichi ganha o costume de diariamente levar algum tipo de comida para Mai que além de ser uma ótima espadachim é também muito gulosa. Dia após dia a relação deles vai evoluindo.
É claro que uma espadachim lutando contra perigosas criaturas invisíveis acaba gerando algum dano para o prédio do colégio, e isso acaba sendo um problema para Sayuri e Yuuichi resolverem, enquanto estão preocupados com a estadia de Mai no colégio, os dias passam, problemas acontecem, porém todos são resolvidos apenas com conversa.
No dia do aniversário de Mai, um acidente significante ocorre, um demônio fere sua melhor amiga Sayuri de forma visivelmente grave, apesar de tardiamente descobrir que ela estava bem. Nesse momento a personalidade silenciosa e organizada de Mai da lugar a uma personalidade transtornada e cheia de ódio, e cabe a Yuuichi impedir que Mai cometa suicídio na ponta de sua própria espada. No desenvolvimento do caso, pequenas lembranças atormentam a cabeça de Yuuichi, e após a morte de todas as criaturas obscuras que rondavam o colégio durante a noite, a verdade enfim aparece. Um fragmento da lembrança de Yuuichi retorna, e ele se torna capaz de retornar seus pensamentos até 7 anos atrás, quando conheceu além de uma raposinha uma garota que tinha o dom da cura e um anseio inimaginável por amizade.
Nesse ponto, ao que Mai descobre a verdade sobre o passado, tudo começa a fazer sentido. As criaturas invisíveis que habitavam a noite, eram criações de seu poder descontrolado, a mentira sobre as criaturas foi apenas uma desculpa para tentar impedir seu único amigo de partir. Yuuichi precisava voltar para sua casa, as férias haviam terminado, e ele deixaria para trás uma garotinha carente de amizade, essa era Mai, que tentou inventar a existência de demônios para parar Yuuichi, porém anos depois as criaturas que criou para se proteger, acabaram ferindo sua melhor amiga. Mai não consegue dar conta de toda a carga emocional que envolve admitir seus poderes, e acaba usando sua própria espada para tirar sua vida.
Yuuichi está novamente vivendo um pesado, com uma garota que amava em seus braços, ensanguentada e sem vida, em lágrimas e desespero o protagonista vê o contorno de uma garotinha que havia conhecido no passado, aquela era a forma dos poderes de Mai, e tal garotinha se identifica como "Esperança", a vida de Mai é restaurada bem nos braços de Yuuichi.
Dessa vez, o destino havia sido bom para nosso protagonista, e permitiu que a relação de amor pela amizade continuasse entre ele e a estranha garota que caçava demônios.

É visivel que o amor de Mai por Yuuichi apenas se resumia a uma grande amizade incondicional, e esse fato se reafirma através dos episódios, quando Mai se demonstra feliz por poder ajudar o verdadeiro amor de nosso protagonista. Mas é claro que podemos entender isso apenas como Mai querendo distancia romântica de Yuuichi, afinal de contas a melhor forma de destruir uma amizade, é iniciando um namoro, afinal de contas se ele dá errado, você perde o coração e o amigo...

3- Amor Fraterno


Antes que pudesse respirar aliviado, Yuuichi já está abraçando a causa de uma pequena e frágil garota. Dessa vez nosso protagonista tem certeza de que não conheceu ela em seu passado, porém sua relação com ela acaba sendo muito próxima, e cheia de mistérios.
A garota que inicialmente se apresenta apenas como Shiori, é adoentada e não pode ir ao colégio(Apesar de sempre ir...). Misaka Shiori é a irmã mais nova de Kaori, melhor amiga da prima de Yuuichi.
Shiori é obrigada a fingir que não conhece a própria irmã, enquanto isso sua irmã sofre muito em segredo. Bom, chegando até esse ponto não preciso contar sobre Shiori ter uma doença que mais tarde é dita como fatal, mas que a primeiro ponto ela diz apenas se tratar de uma gripe. Também imagino não precisar contar que Shiori ama sua irmã mais velha mais que tudo, porém sua irmã mais velha, Kaori sente tanto com o fato de sua morte eminente, que prefere fingir que Shiori não existe.
Nesse meio tempo, enquanto planeja friamente o suicídio, tema decorrente não só no anime, como na cultura Japonesa que tem um largo histórico de suicídio ritualístico, Shiori conhece Yuuichi, e meio que se apaixona por ele.
Porém, Yuuichi é mais velho que Shiori, além de estar na turma de sua irmã, e como fato determinante, Shiori não precisa de um namorado, e sim de um irmão. Logo de inicio Shiori começa a amar Yuuichi como um irmão mais velho, e aos poucos vai se apegando cada vez mais. Porém nosso protagonista nada sensível, vive descaradamente tentando descobrir qual a doença de Shiori, afinal de contas gripe não duraria tanto tempo. Mesmo sem descobrir qual mal acomete a pobre garota de corpo frágil, Yuuichi descobre a informação mais terrível de todas, Shiori vai morrer em breve. É claro que para nosso protagonista acostumado a ver ela sempre em boa forma fingindo não sentir nada, e sempre com um sorriso no rosto, esse golpe é muito pesado, tal fato que levaria qualquer um para um poço de depressão serve apenas de combustível para Yuuichi, que se mete nos problemas familiares de Shiori até conseguir a reaproximação das irmãs.
Logo após o Shiori e Kaori começarem a se entender novamente, nós podemos visualizar o coração de Shiori pendendo para o outro lado do amor, agora o amor fraterno se torna algo mais... Com um passeio curto de mãos dadas, e um tímido beijo no rosto simbolizando uma despedida, Shiori desaparece na noite gelada, deixando para trás nosso protagonista cheio de sentimentos confusos.

É claro que até o amor de falsos irmãos se tornar um amor verdadeiro, é apenas um passo, e Shiori só precisou dar esse passo quando o vazio provocado pela atitude de sua irmã foi preenchido, e o nosso protagonista que agiu com tanta bondade no momento mais difícil de sua vida, se tornou o maior alvo romântico possível, porém sua doença impede esse amor de ser concluído.


4- Amor Familiar



Em ritmo (De festa) Desenfreado Yuuichi agora se encontra com os sentimentos de sua prima, Nayuki.
É notável que desde o inicio, a silenciosa, dorminhoca e calma Nayuki estava apenas querendo manter certa distancia emocional de Yuuichi.
A história deles tem inicio muitos anos antes, quando crianças Nayuki nutri um amor irresponsável pelo primo que sempre a visita nas férias, porém eles fazem parte da mesma família, e para Yuuchi isso é óbvio! É claro que para a garotinha iludida isso não fazia diferença nenhuma, afinal a concepção de família dela é um pouco deturpada, e acaba se resumindo para apenas a sua mãe.
Porém, Nayuki recebe um choque muito grande de realidade, Yuuchi está apaixonado por outra garota, isso a deixa com ciúmes, e ela acaba sempre no canto ignorada e sem chances alguma de uma real competição. Quando um acidente ocorre, e Yuuichi precisa ir embora da cidade, Nayuki tenta mais uma vez dar forma a esse seu sentimento, e acaba recebendo uma porrada de realidade, nas palavras cruéis, revoltadas e verdadeiras pronunciadas por uma criança desesperada. Yuuchi na ocasião havia perdido algo muito importante para ele, e descontou com raiva em sua prima apaixonada.
Nayuki quebrou ali seu coração, e mesmo com o retorno 7 anos depois de Yuuichi mexendo em suas feridas, a garota se esforça para manter seu forte sentimento de amor por Yuuichi apenas condicionado ao que agora compreende ser uma família. Por diversas vezes no anime, podemos ver Nayuki dando um jeitinho de adicionar mais alguma garota para morar em sua casa, provavelmente para evitar muito contato com Yuuchi, já que seu coração estava recuperado do golpe, mas não totalmente curado do amor.

O sentimento de amor para com a família que Nayuki nutri em excesso, acaba sendo fortemente golpeado quando sua mãe acaba sendo gravemente ferida em um acidente. O Amor por Yuuichi se torna raiva, e é despejado de uma só vez no pobre garoto ainda perdido pela dor de múltiplas perdas.

A relação de Nayuki e Yuuichi é infimamente próxima mesmo eles vivendo sobre o mesmo teto, ela é a protagonista feminina que Yuuichi menos se aproxima, quase como um aviso de seu inconsciente ele apenas faz brincadeiras superficiais e comunica fatos importantes para ela.


5- Amor Verdadeiro


Por fim chegamos na garota Uguu: Tsukimya Ayu. Ela é o motivo de nosso protagonista ter perdido a memória, e no ápice do enredo descobrimos que o medo de altura que Yuuchi cita por algumas vezes no enredo já existia em sua infância em grau bem menor, porém quando Ayu acaba caindo de uma gigante arvore, e entrando em coma, Yuuichi ganha dois traumas: Seu medo de altura é reforçado, e ele se faz esquecer de tudo que havia acontecido naquela cidade, para o bem de seu emocional.

Ayu conhece Yuuichi quando havia acabado de perder sua mãe, e sensível ela se apega demais com ele, e juntos durante boa parte do inverno eles acabam desenvolvendo uma forte amizade e uma noção do que era o verdadeiro amor. No último dia de estadia de Yuuichi na cidade, Ayu sofre um terrível acidente e acaba em coma.

Agora, 7 anos depois, lá está Ayu, bem e sorridente na frente de Yuuichi que aos poucos começa a lembrar dos bons momentos que viveram juntos. O amor entre os dois é fácil de ser notado, e até mesmo chega a incomodar Nayuki.

Em um certo momento do enredo, vemos Nayuki dizer algumas palavras bem pesadas para Ayu. Nayuki antes descobre pela boca de Yuuichi que Ayu não tem mãe, e que esse é um grande Tabu para a garota. Quando Nayuki percebe que a relação entre Yuuchi e Ayu se aprofundou de alguma maneira, Nayuki dispensa a ajuda da pequena garota na cozinha, com o cruel argumento de que "Precisava aprofundar a relação de mãe e filha". Todos os personagens tiveram alguma reação a frase, que apesar disso nunca foi discutida.

O amor de Ayu surge de forma sincera, e logo ela se declara para Yuuichi com um beijo cheio de emoção e lágrimas.
Nos fica óbvio logo de começo, e o anime vai reforçando aos poucos que o amor entre os dois reais protagonistas do anime, é um amor real, capaz de criar um verdadeiro e grandioso milagre. A garota que estava em coma, após 7 anos de espera ganha a concessão de viver entre os humanos como se fosse a coisa mais normal, porém seu corpo pequeno e subdesenvolvido por várias vezes é tema de discussões ao longo do anime, mas tudo fica óbvio quando descobrimos que ela na realidade nem está ali fisicamente, que ali temos apenas uma forma espiritual que ganhou corpo físico por tempo determinado para poder encontrar o seu verdadeiro amor. Após o desenrolar da história e o trágico fim do tempo de vida entre os vivos que Ayu ganhou, ela desaparece, e o que sobra é seu corpo em coma. Yuuichi por fim dedica anos de sua vida a cuidar de Ayu, devolvendo a ela o tempo que ela esperou por ele, agora esperando por ela para que enfim o amor real e definitivo possa se consumar.

Como resposta para todos os milagres, recebemos uma singela, suave e discreta resposta sobre todos os milagres que aconteceram ao redor de Yuuichi:

A garota adoentada não morreu.
A mãe de sua prima querida se recuperou.
Sua raposinha ganhou vida temporária.
Sua amiga de infância com dom da cura se aceitou.
Seu maior amor, ganhou vida.

Como tantos milagres podem acontecer ao mesmo tempo? Apenas conveniência? Não... Apenas um milagre aconteceu o anime todo: A garota em coma, que ainda sim se recusou a todo custo deixar sua vida para trás, e por conta disso passou anos reclusa em um espaço vazio, sem vida nem luz, ganhou o direito a um milagre, e o usou em prol de um outro alguém desejando que "A pessoa que tanto ama, fosse feliz" e assim, a trajetória cheio de dor que Yuuichi definitivamente precisaria caminhar, foi amenizada, pelo sacrifício de Ayu, seu amor verdadeiro.



A lição de tudo isso é...



O artigo de hoje, focado no amor que rodeia o anime Kanon, nos mostrou um pouco de como esse sentimento de nome curto pode atordoar a vida humana de tantas formas que chega ser impossível o evitar! É fato que humanos não podem controlar o amor que sentem, podem no máximo direcionar esse amor para outro elemento que sente ser mais confortável, mas e quando esse amor é mal direcionado? Criamos as Yanderes? Quem sabe né... A única coisa que sei e não tenho dúvidas, é que você meu caro leitor, não importa o quanto tente, jamais será amado por tantas garotas simultaneamente como Yuuichi XD.



Esqueça seu sonho impossível de criar um Harém de lolitas! Mesmo que consiga, mesmo que diga que são espíritos de garotas mais velhas presas em forma infantil, a policia ainda vai te prender cara! Esquece isso e comenta o que achou do artigo, vai ganhar muito mais...
Meditando no Enredo - #1 Kanon: Cinco formas do amor! Revisado por Jhonatan A. Gonçalves em sexta-feira, abril 15, 2016 Nota: 5
Todos os direitos reservados Animes Tebane © 2014 - 2017
Hospedado no Blogger, tema desenvolvido por Sweetheme

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.