Top Ad unit 728 × 90

Uma Primeira Impressão - Compilação do Estagiário (Haiju)

Olá, amados.
Aqui é o Estagiário, e venho lhes trazer o meu compilado de primeiras impressões dessa temporada.
Já vale dizer que sou “diferente" dos meus coleguinhas do Blog, e posto minhas “primeiras impressões” do meu jeito “clássico”, com um pequeno texto que não tem divisões, nem tópicos separados de jeito bonito. E não se falará aqui em sinopse (os dos sites são ruins, não dizem nada ou dizem coisa demais, mas leiam elas antes de ler os meus pontos), pois eu não sei compilar os fatos do anime para fazer uma sinopse melhor que a dos sites, aqui é só uma análise da atmosfera do anime como um todo.
(Deixe nos comentários se sua primeira impressão é igual ou não em relação a minha)

São 7 o número de animes que eu estou acompanhando essa temporada (a passada foram 3, e na retrasada foram 13). Segue abaixo os nomes (tanto em inglês, quanto o original), com uma fotinha ilustrativa e um pequeno texto, aproveitem:


1- HaruChika: Haruta to Chika wa Seishun Suru (dois episódios)




Bonito, né ? Nem tanto !
O  estúdio P.A Works (mesmo estúdio de Angel Beats, Another, Charlotte) é conhecido pelos seus lindos traçados, olhos brilhantes, cenários em ótima resolução, pouca dissonância na animação, mas por animes que sempre perdem o gás na sua história ou apresentam uma história que sabemos que vai cair na chatice. Em HaruChika eu não espero coisa diferente, será um anime lindo em quesito de imagens (apesar dos olhos e cabelos dos principais serem artificiais demais, uma beleza pouco natural eu diria) e soundtrack (o produtor de som é o mesmo de Angel Beats e de Assassination Classroom, não tem erro), mas que a história já mostrou que vai cair na infantilidade generalizada ou em histórias muito rápidas que não vão conseguir te envolver no drama apresentado (segundo episódio).

No entanto, pareceu um anime que terá uns saques musicais interessantes, mais com umas noções de técnica e história musical do que de "sentimentos e a música", mesmo assim, sou obrigado a dizer que é um anime extremamente “dropável” (no sentido, de você querer parar de assistir logo no começo, ou no meio). Um anime nada demais, eu diria.

2- Boku Dake ga Inai Machi; ERASED; The Town Where Only I am Missing (dois episódios)


Essa deve ser a sua cara com esse anime
Promessa da temporada. Assista. Esqueça "Gate" e "Assassin Classroom", esse é um anime com potêncial para ser o 10/10 da temporada (coisa rara, pois desde da winter de 2014 que eu não vejo esse potêncial de dar 10 pelo primeiro ep). Senti um leve toque de Steins;Gate (do jeito como o sci-fi se coloca), mas segue uma linha mais psicológica e dramática do que Steins;Gate. Menos comédia, e um pouco menos brilhante em seus traçados (para dar a atmosfera  séria que o anime precisa).

Uma animação boa, uma soundtrack de qualidade impar (o mesmo produtor de som de SAO,Fate/Zero,Wixoss e Ghost in The Shell), uma dublagem fenomenal, apesar de dubladores
  não muito conhecida (detalhe que as duas vozes principais estão fazendo seu PRIMEIRO TRABALHO DE DUBLAGEM). Primeiro episódio que, por incrível que pareça, foi de um equilíbrio perfeito, pois apresentou o plot e o personagem de uma maneira a não saturar um telespectador atento, senti umas pontas soltas que espero que sejam corrigidas no decorrer dos 12 episódios, mas nada muito grave.

Tenho que tirar meu chapeu MAIS UMA VEZ para o Fuji TV  (produtora do anime) e para o A-1 Pictures (estúdio), uma grande promessa para a temporada. Boku Dake Ga Inai Machi já está na posição de número 37 no myanimelist.

3- Ansatsu Kyoushitsu 2nd Season; Assassination Classroom 2nd Season (dois episódios)


Lembram desse Hentai ?
Um anime que de fato me deixa intrigado. Ele deixou muitos pontos em aberto na sua primeiras temporada, na verdade, qualquer anime que deixasse tantos pontos em aberto quanto Assassination Classroom seria horrível, eu diria que seria um anime mal arquitetado, feitos as pressas. No entanto, Assassination Classroom sabe como “desviar sua atenção” (não é um desvio, é só o caminho mais longo e bonito para se chegar no mesmo ponto), ele te mostra: uma comédia inteligente (o FAN SERVICE não era FAN SERVICE, era um apelo que fazia sentido) e uma gama de personagens que não são explorados por igual, mas que não se deixam cair no esquecimento e na total penúria do desenvolvimento (o que é impressionante, pela quantidade de personagens que a história tem), o myanimelist erra ao colocar apenas o Koro-Sensei e o Nagisa como “main” da história.

A animação se manteve a mesma,  bonita, fluida, de certo modo, alegre. Uma soundtrack que são marcadas pelas boas openings (mais agitadas, que falam da juventude e de assassinatos, cantada pelos dubladores) e um fechamento mais calmo (que dá um ar nostálgico). Os dubladores são ótimos (passam a ideia de cada aluno), principalmente, o do Koro-Sensei (mesmo dublador de Lelouch, Takanashi, Shinra). Espero só a resolução das dúvidas iniciais.

4- Gate: Jietai Kanochi nite, Kaku Tatakaeri 2nd Season; GATE (dois episódios)


A-1 Pictures: errar não é uma opção
Um anime que deu alguns problemas com as críticas de sua primeira temporada (se quiser conferir uma que eu gostei, foi a do Otaku USA Magazine, pesquisa no Google, é uma revista em inglês, mas é 10), pois dizem que o foco “político” que o anime tomou em sua segunda parte deixou o anime chato e desinteressante. Eu, pessoalmente, preferi a segunda parte (eu gosto muito de teoria política, economia-política, então por mim tinha mais política e mais aprofundada), mas foi uma crítica meio correta. Além claro da crítica que na Light Novel as lutas são mais sangrentas e realistas (uma crítica mais do que justa).

De todo modo, essa segunda temporada do anime aparenta ser mais política (em política, na verdade, o termo certo seria “realpolitik”, ou seja, a política real), além do mais a escolha do tema foi muito inteligente e complexa, é o jogo cultural de um Japão Contemporânea (terceira maior economia do mundo) e um Império de clara inspiração romana (misturada com o fetiche japonês por seres animais humanóides). Os problemas culturais (aqui entra todos os aspectos culturais de ambos os lados) e militares são a chave dessa segunda temporada de GATE, e eu aposto o retorno dos problemas internacionais entre o Japão e as outras duas potências mundiais (EUA e China) para  juntar as duas pontas (que não foram unificadas direito na primeira temporada). Se feito da maneira certa, pode calar as críticas da “chatice da política da segunda parte” .

Além dessa atmosfera política, temos uns pequenos problemas menores, por exemplo: Por que, Tuka Luna Marceau ainda procura pelo pai? E o dragão foderoso, tanque do satã ? Coisas que eu considero menores ,dado os rumos que o anime tomou.  Até a comédia do anime gira em torno das diferenças culturais e da "otakisse" de Itami (o que foi outra coisa legal).

A animação não tem o que falar. A-1 Pictures acerta mais uma vez. Lindos cenários, límpido, criativo, belos olhos e cabelos (não artificial como HaruChika). A dublagem fica a cargo de um bom time, vozes de Mirai (de Kyoukai no Kanata), Archer (Fate Stay Night), de Nagisa (Assassination Classroom), de Kiriyama Yui (Kokoro Connect), boa atuação, boas vozes, se quiser saber exatamente os “donos” dessas vozes... PESQUISE.

5- Dagashi Kashi (dois episódios)


Na realidade, é só para distrair
Um anime que não tem muito o que falar. Animação legal (com certa naturalidade e fluidez dos cabelos e olhos, o que é sempre ótimo), história que não precisa ser nada complexa e diferentona, personagens feitos para a comédia. O estúdio desse anime (o estúdio Feel) não tem lá os melhores animes, todos seguem mais ou menos a mesma linha, ou seja, romance adolescente japonês, comédia típica de anime e uma quantidade boa de ecchi (tanto o ecchi como gênero, quanto o ecchi como FAN-SERVICE).

No geral, você só vai ficar sabendo de doces japoneses e poderá escutar uma boa abertura (bem ritmada, envolvente, nada muito sublime, mas ótimo de escutar) e bom fechamento (a mesma coisa da abertura). Lembrou-me bastante o Jitsu wa Watashi wa, só que mais bem animado e dublado.

6- Divine Gate (dois episódios)


É...mais ou menos... mais ou menos
Meio curinga esse anime. A começar pelo seu traçado, como é um anime de inspiração em um game (como God Eater, por exemplo) o traçado tem aquela atmosfera dos jogos de ação japonês. O 3D vai se misturando com 2D e deixa os personagens mais “gordinhos” (dimensionados) , as vezes, ficam com uma dissonância com o cenário (que me parece mais 2D que 3D) e a depender do ângulo da filmagem (visão) o personagem parece mais 2D que 3D. Nas lutas a coisa passa do 2D para um modo de “imersão” para o game (todos os traçados e movimentos ficam idênticos ao jogo).

Eu não gosto dessa mistura 2D e 3D pelo alto grau de dissonância, desarmonia e de artificialidade.

A história me foi apresentada de modo muito confuso, o anime tenta te introduzir uma ação, um mundo proposto (já que não usa algo próximo do nosso dia-a-dia como fundo de plot) e um conflito emocional-psicológico logo de cara, e é preciso muito “arroz com feijão” para apresentar esses elementos de maneira harmônica, equilibrada e ponderada.

Um anime com altas chances de ser “dropado”.

7- Dimension W (um episódio)


Um ótimo personagem, além de super bem desenhado
Um mundo proposto interessante (de um sci-fi que parece legítimo), um personagem adulto (com um carro bala, uma boa dublagem e uma boa história de background). O traçado dos cenários é ligeiramente carregado de um ar distópico (o oposto de utópico) tecnológico, mas nada muito marcante até o momento.

Esse é o anime que eu não consegui capturar a atmosfera do anime como um todo, só posso lhe dizer que vai rolar uns pequenos fan-service, mas nada demais. Também não escutei AQUELA ost. Eu acredito que será um anime bem “assistível”.
Uma Primeira Impressão - Compilação do Estagiário (Haiju) Revisado por Haiju em domingo, janeiro 17, 2016 Nota: 5
Todos os direitos reservados Animes Tebane © 2014 - 2017
Hospedado no Blogger, tema desenvolvido por Sweetheme

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.