Top Ad unit 728 × 90

Artigo Aleatório 24: Fillers: De benção à maldição!

Para você que estava esperando a indicação de mangá, digo que ela foi movida para a quinta feira, e no lugar dela será postado o artigo aleatório semanal, que ressurge hoje. Anteriormente esse artigo era escrito pela Kagura, porém agora eu o escreverei semanalmente, espero que gostem....


Hoje o artigo aleatório será sobre um tema proposto pelo leitor Satoshi Orihara, e com certeza que vive na mente de muitos Otakus por ai, os temidos fillers!

Filler, que raios é?


Uma desgraça? Um herói? Um ajudante?
O que são os fillers?

Não, não é um raio tipo os do ao lado!
São os episódios de um anime que não fazem parte do mangá, embora não necessariamente sejam irrelevantes, já que seu andamento pode afetar o resto dos episódios do anime (pois não é todo anime que segue o mangá fielmente).

Essa é uma rápida definição de um filler, e tenho certeza que se você é um Otaku a algum tempo, já ouviu esse termo inúmeras vezes, e quem sabe o teme mais que teme a morte. Porém, de onde esse medo surgiu?



De onde surgiu o monstro!?
Não creio que alguém seja capaz de dizer exatamente de onde o medo por fillers surgiu exatamente, porém eu posso dizer que na atual geração, um anime foi o responsável por implantar essa semente de medo no coração da maior parte de seu enorme publico, estamos falando claramente de Naruto, obra original de Masashi Kishimoto.
Porque coloco a culpa em Naruto? Bom, ele é o melhor exemplo de filler horrível que podemos encontrar, e também o mais popular aqui pelo ocidente. O anime tende a adicionar episódios sem sentido algum em meio a suas mais esperadas sagas e combates, interrompendo sempre o que todos estão ansiosos para assistir, e no lugar disso contando alguma historia boba do passado dos personagens, ou os colocando em alguma situação boba e inesperada, que jamais se encaixaria no enredo. Muitas vezes os fillers do Anime Naruto são tão ruins, que saem até mesmo da proposta original do anime, e se esquecem de "leis básicas" da existência do mundo proposto por Kishimoto. Além de tanta falha em seus fillers, Naruto apresenta uma quantidade quase insana de fillers de baixa qualidade, e isso somado a sua alta popularidade, consegue facilmente espalhar o rumor de que filler é sinônimo de desgraça.

Porém alguns animes tem muitos fillers, e não incomodam tanto, porque isso? Vamos falar abaixo...

A lenda diz, eu acredito e repasso!

Diz a lenda, que cerca de 44% dos 366 episódios do anime Bleach de Tite Kubo é constituído de fillers, restando apenas 66% de episódios canônicos. Mesmo assim ele não passa uma impressão tão ruim dos fillers. Algumas vezes os fillers são realmente do nível de Naruto, como quando o anime está no ápice da saga da Soul Society , e um episódio filler vem nos mostrar o que as irmãs do Ichigo, Karin e Yuza estão fazendo na terra. Outros exemplos semelhantes acontecem sim, porém duram muito pouco, geralmente 1 ou 2 episódios. Os verdadeiros fillers que normalmente aparecem no anime, são sempre sagas inteiras e complexas, nos apresentando novos personagens e alguma situação de risco que exige atenção dos personagens, alguns fillers nos apresentam combates melhores até do que alguns combates de episódios baseados no mangá, é perceptível que são episódios feitos com o devido cuidado de manter a ordem no enredo do anime. Os fillers são tão bem pensados nesse anime, que alguns personagens de saga filler, continuam no anime mesmo nas sagas canônicas, como é o caso de Ririn e seus dois companheiros que aparecem na saga filler dos Bounts, e seguem aparecendo ao decorrer do anime...
Acredito até que os fillers são bem vindos em Bleach, afinal de contas o protagonista Ichigo, ganha muitas transformações ao decorrer do enredo original, e mal tem tempo de usar suas habilidades até precisar de uma nova, e os fillers dão esse tempo necessário para o publico se acostumar com suas habilidades antes dele ganhar outra...

Porém e quando o rumo do anime, segue episódios fillers ao invés de seguir o mangá? Vamos falar disso então...

 
Filler é tipo Bacon, não se vive sem ele, mas ele te mata...



Vamos falar agora desses animes que mudam o rumo usando os chamados "fillers".
Sinceramente, dependendo da situação acho errado usar o termo "filler" para descrever a evolução de um anime que foge de seu mangá, vou pegar para exemplo comparativo o anime de Akame Ga Kill.
Nem todos os animes ganham episódios infinitos, a maioria são lançados por temporadas, tendo 12 ou 24 episódios, e esse é o caso de Akame ga kill, que em seu lançamento acabou passando o seu próprio mangá, e diferente de Kishimoto ou Tite kubo, o autor não tinha o privilegio de poder pedir para adicionar alguns episódios bobos até o mangá ganhar distancia e após isso continuar contando a historia original, logo tomaram uma difícil decisão de continuar o anime independente do mangá, seguindo um rumo inesperado por muitos, porém a equipe de animação fez tudo com o auxilio de Takahiro, responsável pelo enredo da obra.
Então vem a pergunta: Se o anime está a frente do mangá, e o enredo é dirigido pelo criador original. Ainda é um filler?
Minha opinião é sólida em afirmar que não. Nem todo anime tem um mangá para se basear, alguns são baseados em Light Novels, e por isso precisam ser adaptados demais para receber animação, muitas mudanças são feitas, assim como ocorre com animes baseados em jogos e coisas do tipo, e ainda sim são considerados animes completos, e não meros fillers, logo não seguir o mangá não deveria ser o melhor critério para estabelecer se uma obra é ou não filler... Ao menos essa é minha opinião...
E ainda há os casos de animes como Death Parade, que foi adaptado direto de um filme feito em animação, logo nem ao menos tinha uma base para ser feito, e mesmo assim teve um bom resultado, logo seguir ou não o mangá não faz a obra cair de qualidade, o que faz é a preguiça e a ambição...





O maldito dinheiro que patrocina o descaso!

A desculpa mais comum para um filler é: O anime está se aproximando do mangá.
Porém a verdade é, fillers alongam o tempo de existência de alguns animes, e ajudam grandes estúdios a lucrar mais e mais em cima de um enredo inicialmente bom, e o usam até desgastar ao máximo. Animes comerciais como Naruto, One Piece e muitos outros precisam vender e lucrar ao máximo, e sem se importar com a queda da qualidade, e é daí que o filler ganha sua fama de mal, afinal de contas o lucro é tudo que importa para quem já faz sucesso há mais de 10 anos consecutivos. Acha que estou mentindo? Então responda rápido, se o mangá de Naruto já terminou, porque o mangá vive ganhando sagas fillers? Para não se aproximar do mangá? Vai ver é essa a ideia, não terminar nunca, afinal tá dando lucro não é?
Resultado? Animes que sabem usar o filler como meio de corrigir erros apresentados no mangá, ou como meio de melhorar o desempenho de um enredo, ou quem sabe até mesmo como forma de surpreender o publico dando uma escapadinha do mangá, pagam pela fama criada pelos ambiciosos das grandes produções.

Dica de hoje é: Vamos tirar o preconceito contra os fillers de nossas mentes, nem todos são ruins e inúteis...


Gostou do artigo?
Concorda com tudo? Odeia ou ama fillers?
Comente abaixo e vamos discutir!
Espero vocês na próxima semana para novamente enfrentarmos ou criarmos alguma treta juntos!

***

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook para ficar ligado às novidades do Animes Tebane em primeira mão! Clique nas imagens abaixo!
 

https://twitter.com/AnimesTebane
https://www.facebook.com/animestebane

Se você gosta deste quadro semanal, compartilhe com seus amigos e comente abaixo sua opinião para que ele possa continuar!
Artigo Aleatório 24: Fillers: De benção à maldição! Revisado por Jhonatan A. Gonçalves em sábado, setembro 05, 2015 Nota: 5
Todos os direitos reservados Animes Tebane © 2014 - 2017
Hospedado no Blogger, tema desenvolvido por Sweetheme

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.