Top Ad unit 728 × 90

Critica de animes #41 - Kami-sama Hajimemashita

Este quadro, como o nome já diz, é onde eu trarei a Review de um anime diferente por semana. Como quem já acompanha o Animes Tebane há algum tempo sabe, eu já vi uma quantidade imensa de obras tanto famosas quanto mais "feitas no fundo do quintal" e sabe também que eu observo sempre os pontos mais detalhados de cada anime, seja de cenário, enredo, trilha sonora e ambientação em si... Ou seja, mesmo antes deste quadro nascer, em minha mente eu já fazia Reviews dos animes que assistia; Mas que agora serão todas colocadas "no papel" para que vocês possam ler e comentar.

Segue abaixo a Review desta semana!


***
Hoje falaremos de um anime romântico com vários combates e personagens diferenciados...

Inclusive ai tá a dica, já abre o dicionário Otaku
Clique aqui se não tem experiência nesse mundo de animes...



Nome:Kami-sama Hajimemashita
Ano de lançamento: 2012
Gêneros:  Comédia , Fantasia, Romance, Shoujo, Sobrenatural
Numero de episódios:1° temporada com 13 e 2° temporada com 12


Kamisama Hajimemashita conta a história de Nanami Momozono, uma garota que viu seu pai irresponsável fugir por causa das dívidas e perde seu apartamento para credores. Despejada e sem ter aonde ir, Nanami salva o estranho Mikage de um cachorro, que após ouvir sua história, pede para Nanami ficar com sua casa. A ver que a casa que Mikage lhe deu era um templo abandonado, Nanami percebe que é a nova divindade da terra e começa suas desavenças com o homem-raposa Tomoe e seus servos Onikiri e Kotetsu.











E mais uma vez vamos começar pelo enredo, coisa que quem acompanha semanalmente esse artigo já imaginava...
O anime segue Nanami, a garota escolhida para ser uma Deusa, por algum motivo quase que aleatório, ou quem sabe por seu coração puro. O enredo é altamente cativante, tendo uma boa dose de romance, combates e humor em uma quantidade totalmente equilibrada, não ficando chato de assistir muitos episódios seguidos... O anime tem um bom desenvolvimento, que consegue sempre ser o suficiente para deixar o espectador cada vez mais interessado em alguns detalhes do enredo que vão surgindo aos poucos. O enredo é cheio de historias de segundo plano, que não só pelo fato de serem secundárias são mal feitas, sendo muitas vezes cativantes e capturando totalmente a atenção.
O enredo principal também é muito rico em detalhes e reviravoltas, não ficando nunca entediante e sempre inserindo novos personagens.Há um ótimo equilíbrio também na forma com que o enredo é apresentado, não ficando fixo em apenas um cenário, coisa que muitos animes fazem para economizar animação. Esse anime apresenta muitos cenários, cada um mais bem feito e particularmente bem adequados para os acontecimentos apresentados no decorrer do desenvolvimento do anime. O enredo é lotado de misticismo e cultura japonesa, com direito a rituais orientais para as mais diferentes datas e fatos, e menções a itens próprios dessa cultura o que certamente enriquece demais o enredo.
Os personagens são também um ponto alto desse anime, apesar da falta de originalidade
que falaremos mais tarde... 

Os personagens são muito cativantes e interessantes, tendo como personagem mais complexa a protagonista, algo bem curioso, afinal de contas o protagonista sempre acaba sendo algum tipo de clichê, e essa obra conseguiu se esquivar ao máximo desse fato. Nanami é carismática, um pouco desajeitada e sempre determinada, porém sempre em medidas comuns, eu diria que o carisma dela a descreve com perfeição.
Os traços do anime tanto de personagens quanto de cenários são de perfeito encaixe com o enredo, sem nenhuma reclamação desse elemento...
A trilha sonora merece uma menção honrosa, afinal foi muito bem feita, encaixando perfeitamente com o anime , sem faltar ou exagerar...





O primeiro ponto negativo e já citado acima são alguns personagens, que faltam totalmente com a originalidade, como o Tomoe protagonista masculino, que é uma raposa-homem com aparência e personalidade Bishounen, e essa combinação pode ser vista em centenas de animes, apesar disso ele consegue ser carismático...
Outro ponto negativo é a falta de um esforço para movimentação de cena, resumindo quando algum personagem com poderes se apresenta em um lugar publico, para que as demais pessoas não tenham que ser envolvidas é usada a desculpa de " Uma dimensão própria para o acontecimento" isso a primeira vista consegue enganar, porém assistindo uma segunda vez percebemos que é uma mera desculpa para não movimentar a cena de uma forma a dar a oportunidade do encontro ocorrer longe de outras pessoas.
Como ultimo ponto negativo, vale dizer que apesar do enredo ser bem feito e interessante, ele pode acabar sendo previsível se visto com atenção...


A autoria do mangá desse anime é originalmente assinada por "Julietta Suzuki". Uma mangaká que não tem muitos trabalhos assinados com esse pseudônimo, e apesar disso já deixa desde seu nome até suas obras a clara preferência por obras com tema romance incluso. Como já era de se esperar, a única obra adaptada para anime é Kamisama Hajimemashita...



Indico esse anime para todos que curtem o estilo romance com combates, cheios de Youkais e criaturas mitológicas servindo de desculpa para o romance existir e se desenvolver. É uma ótima obra para quem busca humor também.

 
Nota final: 8

Abaixo de nota 5 seria o que eu aconselho não ser assistido.*

Índice com outras Reviews: Aqui

Até a próxima semana pessoal!
se alguém tiver alguma sugestão para próxima critica ou tiver um comentário, post abaixo!



Critica de animes #41 - Kami-sama Hajimemashita Revisado por Jhonatan A. Gonçalves em sexta-feira, julho 31, 2015 Nota: 5
Todos os direitos reservados Animes Tebane © 2014 - 2017
Hospedado no Blogger, tema desenvolvido por Sweetheme

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.