Top Ad unit 728 × 90

Artigo Aleatório 14: Lista - Dicionário Otaku


Temos aqui um grande dicionário que explica de forma objetiva e fácil os termos comuns e incomuns que envolvem o mundo Otaku!

Honoríficos/Sufixos
O que são honoríficos?
São sufixos colocados no final de nomes próprios como forma de tratamento dependendo do grau intimidade e respeito com alguém.


Chan: Um dos sufixos mais comuns de ser usados em animes, sendo uma forma carinha de chamar alguém, como por exemplo, "Aki-chan", que significaria "Akizinha". É mais comum de ser usado com garotas ou pessoas mais novas, pois com garotos da mesma idade ou mais velhos pode soar ofensivo. Além de precisar de ser necessário certa intimidade para tratar alguém dessa forma.

Chin: Uma variante de Chan que só pode ser usado com garotas e que atualmente só de vez em quando é visto sendo usado.

Kun: Assim como Chan, também tem o sentido de diminutivo, sendo usado para homens mais novos ou de idade próxima e inadequado de usar com pessoas mais velhas.

San: Pessoas que são apenas conhecidas se referem a outra com este sufixo, que é uma forma educada.

Han: Modo de dizer San com o sotaque de Kansai, que é uma região no Japão bastante zombada pelo linguajar que eles chamariam de "da roça".

Shi: Semelhante à San, porém usado com pessoas que você não conhece pessoalmente. Hoje em dia é comum ser visto em reportagens e documentos.

Tan: Mesma coisa de San.

Sama: O termo é usado para se referir a alguém superior, sendo assim obviamente uma forma respeitosa de dizer. Se usa com autoridades, pessoas mais velhas ou alguém que esteja acima da hierarquia; Também é comum ser usado pelos funcionários de uma loja para com os clientes.

Chama: É como Sama, mas é usado por crianças para se referir a pessoas mais velhas.

Dono: Era usado mais antigamente, na época dos samurais, e é uma versão ainda mais respeitosa de “Sama”.

Bocchan: É usado por mordomos ou criados para com os filhos de seus patrões.


Honoríficos/Sufixos Específicos
Aqui estão as definições de sufixos que são usados em situações bem específicas. 


Ojou-Sama: Sua definição seria "senhorita" ou “princesa”, e o termo é usado quase que exclusivamente para garotas ricas.

Ouji-San: É usado de forma informal para pessoas mais velhas (algo tipo "tio"), se o sufixo for Sama "Ouji-sama", equivale ao feminino de Ojou-sama.

Sensei: Significa "mestre" e é usado para professores, médicos ou pessoas com doutorado em alguma área, ou seja, pessoas que têm maior conhecimento que nós.

Senpai: Seria como "veterano" e é aplicado para alguém que está a mais tempo em alguma empresa, escola ou faculdade.

Kouhai: O contrário de Senpai, é usado para alguém que é novo (ou está a menos tempo do que quem fala) em algum lugar. 

Tachi: Sufixo que passa pronomes e certas palavras para o plural.

Daitouryou: É usado para presidentes de país ou chefes de Estado.

Heika: Significa “vossa majestade” e se refere á quem é da Família Real, mas não é exatamente um governante.

Denka: Similar à Heika, mas seria como “vossa alteza” e usado para quem é da Família Real e é um governante.

Kakka: Usado com embaixadores e alguns chefes de Estado. Seu significado seria “Vossa Excelência”.


Classificação de público-alvo
Diferente do que muita gente pensa, Shoujo por exemplo não é um gênero e sim uma classificação de público alvo, pois podem haver shoujos que ao invés de romance, se focam em outro tipo de drama, como o com os pais ou amigos.



Shoujo: Animes com público-alvo em garotas jovens, a maior parte dos shoujos são de romance, porém isso não é regra. 

Josei: Obras voltadas para o público feminino adulto. Geralmente trata de questões mais sérias e de forma mais realista do que os shoujos.

Shounen: Animes feitos para garotos jovens. Essa palavra é erroneamente definida como gênero de ação ou aventura.

Seinen: É voltado para adultos do sexo masculino e que por causa disso costuma tratar de temas mais sérios e de forma mais realista, sendo assim, nem tudo costuma dar certo em seinens.    

Kodomo: Animes voltados para crianças. 

Bara: Tipo de Hentai voltado ao público homossexual. Não confunda com Yaoi, cujo é feito para garotas que têm essa fantasia, por isso, Bara são mais realistas (e feitos para homens assistirem). 


Gêneros
Não apenas gêneros como ação e suspense, porém as características que animes podem apresentar e possuem nome, podendo ser colocado como o "estilo do anime"


Ação: Gênero onde há conflitos que são lidados com combates, que podem ou não serem físicos (um anime que mostra batalhas de xadrez seria de ação, porém sem conflito físico) // Exemplo: Hunter x Hunter

Aniparo ou Paródia: Obras que fazem piadas com outras obras // Exemplo: Gintama

Artes Marciais: Obras que envolvem personagens que lutam com técnicas de artes-marciais // Exemplo: Ranma 1/2

Aventura: Animes que contêm exploração, ou seja, gênero em que os personagens se aventuram por aí (mesmo que isso não signifique ir tão longe como sair pelo mundo, por exemplo) // Exemplo: Log Horizon

Bishoujo: É um gênero onde garotas que aparecem sendo protagonistas de um Shounen, que ainda sim tem público-alvo como meninas. Sailor Moon é um exemplo claro disso // Exemplo: Sailor Moon

Bishounen: Gênero onde garotos agem como cavaleiros que têm a beleza e lábia acima das orientações sexuais ou gêneros. Ou seja, ele seria o "príncipe encantado", que muitas vezes é definido como afeminado por alguns Otakus // Exemplo: Ouran High School Host Club

Comédia: Animes focados em cenas cômicas, com o intuito de fazer rir. O termo “comédia non-sense” é utilizado para comédias que fazem cenas de humor com acontecimentos surreais // Exemplo: Sket Dance

Drama: Se foca em algum conflito ou situação que mexa com os sentimentos dos personagens e tente fazer o mesmo com o público // Exemplo: Angel Beats

Fantasia: Contêm poderes, seres mágicos e monstros // Exemplo: Magi: The Labyrinth of Magic

Gender Bender: São obras onde garotos se vestem de garotas e vice-versa, mas não define apenas animes, é um termo avulso // Exemplo: Aoharu x Kikanjuu
Gore: Sinistra "grotesco" e se define por obras com extrema violência explicita, com desmembramentos e coisas do tipo // Exemplo: Blood-C

Guerra: São os que se focam em, obviamente, uma guerra, porém ela não precisa ser com armas de fogo e tanques como alguns imaginam, apenas como conflito entre povos // Exemplo: Code Geass

HOutrosarém: Obras em que o(a) protagonista é rodeado(a) de personagens do sexo oposto. (Geralmente usam o termo “harém reverso” para quando é uma garota e vários garotos). Não é correto assumir que todos os harém são de romance, pois há algumas exceções que não tratam disso // Exemplo: Love Hina

Histórico: Contam de alguma época que existiu no passado, mostrando figuras e acontecimentos famosos  // Exemplo: Drifters

Horror: Se focam geralmente no sobrenatural e tem finalidade de colocar medo ou tensão // Exemplo: Another

Jogos/Esportes: Animes que tratam de esportes ou jogos como futebol, vôlei ou cartas // Exemplo: Chihayafuru

Magical Girlfriend: Focado em romance entre um humano e alguma criatura sobrenatural // Exemplo: Chobits

Mahou Shoujo: Significa "garota mágica" e são animes onde uma ou mais garotas possuem poderes mágicos (avá), assim como acontece em Sailor Moon // Exemplo: Puella Magi Madoka Magica

Mahou Shounen: Oposto de Mahou Shoujo, ou seja, garotos mágicos // Exemplo: Binan Koukou Chikyuu Bouei Bu Love

Mecha: Obras que contenham lutas entre robôs pilotados por personagens são do gênero Mecha  // Exemplo: Neon Genesis Evangelion

Mistério: Anime onde há um mistério ou fatos que vão se revelando aos poucos através da trama. Suspense é um sinônimo deste gênero // Exemplo: Boku Dake ga Inai Machi

Pós-Apocalíptico: O mundo passou por uma catástrofe gigantesca e a sociedade está em grande decadência // Exemplo: Ergo Proxy

Romance: São obviamente animes sobre relações românticas // Exemplo: Ore Monogatari

Sci-Fi: Ficção Científica. E diferente do que se pensa, não se classifica apenas como animes de mundo futurista cheio de robôs na sociedade, podendo se encaixar naqueles com algum equipamento tecnológico mesmo que pequeno // Exemplo: Stens:Gate

Slice-of-Life ou Cotidiano: Tratam do dia-a-dia de pessoas comuns e suas situações vividas // Exemplo: Lucky Star
Space Opera: Animes que acontecem no espaço ou em outro planeta // Exemplo: Cowboy Bebop

Super Deformed: Ou chamado somente de SD, é mesma coisa do que Chibi, ou seja, uma obra que só tenham miniaturas de personagem // Exemplo: Rock Lee SD

Vida Escolar: Animes que acontecem na escola ou com grande foco no cenário dela // Exemplo: Hyouka


Gêneros Eróticos
Muitos são subgêneros de hentai, mas há alguns termos que não são exatamente gêneros também.

Fanservice: Ele é uma sequência curta que pode ser explicada como uma forma do autor dar um agradinho para os fãs de certo personagem. Normalmente o fanservice é de alguma situação sensualizada de um personagem em um anime que não tem foco em nudez, mas também é possível um fanservice não ser de nudez (como por exemplo um personagem que nunca ri acabar gargalhando em um episódio).

Ecchi: Obras onde a nudez é um elemento presente, embora não seja explícito, mostrando decotes ou calcinhas a maior parte do tempo.

Hentai: O foco deste gênero é simplesmente em nudez e sexo explícito, obviamente sendo para maiores de idade e existindo vários subgêneros dele.

Yaoi: Yaoi mostra romances homossexuais entre dois personagens do sexo masculino. O termo é bem genérico, já que há subdivisões que diferem as obras de sexo explícito e as sem. No oriente este gênero se chama “Boy’s Love”, costumando ser mais chamado apenas de BL.

Yuri: É como Yaoi, porém o romance é entre garotas, e também é um termo genérico.
Shounen Ai: Um subgênero do Yaoi, e é focado no romance entre garotos sem sexo explícito.

Yoni: É quando não é apenas Yuri ou Yaoi, mas os dois. Ou seja, pode ser definido como bissexualidade ou alguém bissexual.  

Shoujo Ai: Um subgênero do Yuri, e é focado no romance entre garotas sem sexo explícito.  

Lemon: Subdivisão de Yaoi e subgênero de Hentai onde há sexo explícito. (há a variação Dark Lemon, que são obras mais pesadas, envolvendo estupro normalmente)

Orange: O equivalente a Lemon, porém envolvendo garotas. (também existe a variação chamada Dark Orange)

Smut: Romance com sexo explícito normalmente voltado para o público feminino.

Futanari: Gênero que se foca em relações sexuais explicitas entre hermafroditas, que são pessoas que têm os dois sexos.

Kemono: Hentais que envolvem pessoas que tenham partes de animais.

Lolicon: Pode ser definido como forma de chamar uma pessoa que sente atração por Lolitas, mas também como um gênero de Hentai, que obviamente envolve Lolitas.

Shotacon: O oposto de Lolicon, ou seja, ao invés de garotas Lolitas, são garotos.

Toddlercon: “Toddler” é uma palavra em inglês que não tem tradução exata em português e se refere a crianças que estão na faixa de idade de aprender a andar (1 a 4 anos). O termo pode significar a pessoa que sente atração por toddlers ou o gênero que mostra crianças desta idade tendo relações sexuais com pessoas mais velhas... Ou seja, pedofilia.  


Pessoas e Personagens
Termos que definem ou têm relação personagens ou pessoas relacionadas ao mundo dos animes/mangás.



Yandere, Tsundere, Kudere e derivados? Temos um artigo chamado Tsundere, Yandere, Kuudere e outras Deres que você não conhece!

Otaku: Palavra conhecida no ocidente por se referir à fãs de animes e mangás, mas que na verdade no oriente tem outro significado, que é alguém que é completamente obcecado por alguma coisa (pode ser por animes, por aeromodelos, dinossauros...), tão obcecado que quem é “otaku” é mal visto por lá.

Otome: Diferente do que todo mundo no ocidente pensa, essa palavra não é o feminino de otaku, pois significa apenas “moça”. O Significado de Otaku e Otome é um artigo nosso que conta porque todo mundo passou a achar que otome é o feminino de otaku. 

Fudanshi: Termo que se refere à homens que gostam de Yaoi.

Fujoshi: Garotas fãs de Yaoi.

Yuriko: Se refere à garotas que gostam de Yuri.

Fuyuris: Garotos que gostam de Yaoi.

Cosplay: Hobby onde pessoas se fantasiam de personagens de alguma obra, podendo ser de anime, livro ou filme. ("Cosplayer" é o nome da pessoa que faz essa prática)

Hikikomori: Pessoas isoladas dentro de casa, que absolutamente nunca saem de casa ou só saem para ir à escola ou ao trabalho.

Lolita: Garotas geralmente entre idades de 12 a 14 anos ou que parecem ter tal idade embora sejam mais velhas. 

Moe: É o tipo de personagem que na maioria das vezes é bem avoada, tendo a característica principal como "fofinha" ou “adorável”.

NEET: A tradução do inglês para a sigla quer dizer "Atualmente sem Emprego, educação ou treinamento", ou seja, uma pessoa que não está estudando, estagiando ou trabalhando.

Shipper: Pessoa que costuma fantasiar romances entre personagens que de uma obra (ou até pessoas da realidade) não estão juntos.

Seiyuu: É a pessoa responsável por dublar os personagens de um anime, o que significa em termos mais simples, dublador.

Outros
Termos técnicos de mangás/animes estão aqui.

Quer saber tudo sobre os termos e os processos para se produzir um anime? Veja nosso artigo Como é a Produção de um Anime.
Quer saber também tudo sobre a rotina de um mangaká e a forma que um mangá é feito? Acesse nosso artigo aqui.

Fanfiction ou Fanfic: Uma obra que é feita por um fã usando como base o universo de outra obra que não seja de sua autoria. Como por exemplo se alguém escrevesse obre um ninja de Konoha (Vila Oculta da Folha) chamado Robson ou retratando os personagens de Bleach em um dia que tiveram que caçar Hollows em Acapulco.

Spin-Off: É uma obra que segue a linha do universo da original, porém se focando em personagens ou eventos paralelos, pode se dizer que seria uma "Fanfiction" que na verdade é feita pelo autor original mesmo.

Gaiden: É uma história paralela que conta evento específico do passado que um personagem tenha vivido. Muito parecido com Spin-offs, porém por sua vez são exclusivamente de biografias de personagens.

Filler: São os episódios de um anime que não fazem parte do mangá, embora não necessariamente sejam irrelevantes, já que seu andamento pode afetar o resto dos episódios do anime (pois não é todo anime que segue o mangá fielmente). Uma obra que possui quase apenas Fillers irrelevantes (e que por isso é o pai do preconceito existente com isso) é Naruto, já uma que tem Fillers que influenciam na história principal é Bleach.
Nós temos um Guia de Fillers, que lista de quais episódios são fillers em vários animes para te ajudar a não perder tempo vendo-os.
E temos Fillers - De Benção à Maldição, um artigo sobre como surgiram os fillers.

Canon e Non-canon: Em português significa “canônico” e “não-canônico”. Canon se refere a algo que oficialmente seja parte do enredo. Podem existir Fillers Canon, cujos o autor confirmou que são da obra e podem influenciar os episódios normais depois, como um personagem ou poder que surgiu em um filler, mas na saga principal volta a aparecer como se sempre tivesse sido oficial.

Doujinshi: Um tipo de mangá que é lançado independentemente, normalmente sendo do tipo Hentai (nem sempre) e de autoria de pessoas menos experientes. Também pode ser chamado de fanzine.

Drama CD: Uma versão apenas em áudio de alguma obra, assim como aqueles CDs infantis que contam a história apenas com narração.

Visual Novel: Gênero de jogo muito comum no Japão, sendo caracterizado por diálogos em maioria e uma jogabilidade totalmente baseada em textos de múltipla escolha.
Eroge: Nome dado às Visual Novel que tenham conteúdo sexual explícito.

Light Novel: Um tipo de livrinho de bolso com algumas ilustrações de mangá. Veja mais sobre isso em Light Novel - O Que é e Como Funciona?

OVA: Traduzido do inglês a sigla significa "Animação Original de Video" e é referente às episódios paralelos que tenham sido lançados junto ao DVD oficial de um anime. Ou seja, é a mesma coisa que Spin-offs, mas ao invés de passarem na TV, são lançados apenas em DVD.

Fansub: Site responsável por traduzir animes sem ser de maneira oficial, ou seja, é tudo feito por fã e na maioria das vezes sem retorno financeiro. As fansubs geralmente legendam também as placas e músicas de abertura e encerramento dos animes, pois não lançam episódios com velocidade.

Speedsub: Uma fansub que lança os episódios com maior velocidade, poucas horas depois de serem lançados no Japão. As músicas e placas não são legendadas por causa da necessidade de lançar o episódio rápido.

Fandub: Como uma fansub, mas ao invés de legendar, eles dublam episódios ou aberturas soltas de forma séria, não sendo uma paródia. (há algumas fandubs no Brasil) 

Scan: Mesma coisa de uma Fansub, porém com o objetivo de traduzir mangás e Light Novels.

Raw: Episódios intocados, ou seja, sem legenda.

4-Koma ou Yonkoma: É o estilo de mangá que possui quatro quadros ou vinhetas de tamanhos iguais. 




Artigo Aleatório 14: Lista - Dicionário Otaku Revisado por Unknown em quarta-feira, agosto 09, 2017 Nota: 5
Todos os direitos reservados Animes Tebane © 2014 - 2017
Hospedado no Blogger, tema desenvolvido por Sweetheme

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.